Em duelo de times alternativos, Ituano vence o São Paulo pela Copa Paulista

Com times alternativos, já que priorizam outras competições no segundo semestre, Ituano e São Paulo se enfrentaram no estádio Novelli Júnior, em Itu, na estreia da Copa Paulista. Melhor para os donos da casa, que com gols de Rafael Martins e Rodrigo Celeste, derrotaram os visitantes, que marcaram com Pedro, por 2 a 1.

Com o resultado, o Ituano igualou XV de Piracicaba e Bragantino como as únicas três equipes que venceram na primeira rodada do Grupo 3 da Copa Paulista. O São Paulo, por sua vez, fica ao lado de Paulista e Juventus como derrotados na estreia. O RB Brasil, que completa a chave, folgou na rodada.

Na próxima rodada, o São Paulo recebe o RB Brasil, no Morumbi, na quinta-feira, às 15h. No domingo, às 10h, o Ituano enfrenta o Paulista, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí.

O jogo

Apenas uma equipe parece ter entrado em campo disposta no primeiro tempo. Responsável pelas principais ações dos primeiros 45 minutos, o Ituano não encontrou dificuldade para abrir boa vantagem sobre o São Paulo, que sofreu com a falta de entrosamento da sua defesa.

Criando boas chances, o Ituano abriu o placar aos 15 minutos, com Rafael Martins, que tocou de leve na bola após bom cruzamento de Pacheco. Nem deu tempo de comemorar o gol e, na saída de bola, o Ituano roubou a bola do São Paulo e ampliou com o volante Rodrigo Celeste, que apareceu como elemento surpresa dentro da área.

Rafael Martins, atacante do Ituano, celebra gol contra o São Paulo pela Copa Paulista (Foto: Miguel Schincariol/ Ituano FC)Rafael Martins foi autor do primeiro gol do Ituano contra o São Paulo (Foto: Miguel Schincariol/ Ituano FC)

O São Paulo acabou perdendo o volante Banguelê, lesionado, e a calma. Errando muitos passes na saída de jogo, o time da capital paulista escapou de sofrer mais gols graças ao goleiro Lucas Perri, que fez ao menos três grandes defesas, além de ver o zagueiro Léo, do Ituano, mandar uma bola na trave.

O segundo tempo começou totalmente diferente de como terminou o primeiro. Com outra postura, muito mais ofensivo, o São Paulo fez em apenas três minutos o que não conseguiu nos primeiros 45. Uma bola na trave, com Foguete e um gol.

Após rápida jogada lateral, Pedro mostrou porque veste a camisa 9 e cabeceou firme para o fundo do gol defendido por Wagner.

Porém, a reação do São Paulo parou por aí e a partida se arrastou até o fim com o Ituano se defendendo e apostando no contra-ataque, diante de um São Paulo mal organizado dentro de campo.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.