Em dia com Denis de luvas, Ceni acusa dor e fica em tratamento

O elenco do São Paulo se reapresentou na manhã desta terça-feira, três dias depois da vitória sobre a Chapecoense, com uma baixa importante. Rogério Ceni acusou dores musculares na coxa direita, ficou em tratamento no Reffis e não participou de atividade com bola orientada pelo técnico Juan Carlos Osorio.

Inicialmente, a situação do goleiro não preocupa o departamento médico, já que o próximo compromisso no Campeonato Brasileiro será apenas no domingo (diante do Avaí, no Morumbi). Nesta terça-feira, o treino no no CT da Barra Funda será em período integral.

Se o titular da posição não foi a campo, o segundo goleiro do elenco, Denis, deu novo passo no processo de recuperação da cirurgia no ombro direito, realizada no fim de fevereiro. Depois de passar os últimos dias usando apenas os pés em leves trabalhos com bola, ele calçou luvas pela primeira vez, nesta terça-feira.

Com auxílio do preparador de goleiros, Haroldo Lamounier, Denis agarrou bolas à meia altura. Passados pouco mais de quatro meses do procedimento cirúrgico, ele ainda não está liberado a levantar demais o braço direito ou a cair no gramado.

A previsão inicial da comissão técnica é de que Denis esteja apto a treinar sem qualquer restrição em agosto. Atualmente, o reserva imediato de Ceni é Renan Ribeiro, que, como de costume, aproveitou o final do treino desta terça-feira para exercitar batidas de bola no paredão.

Com a vitória de sábado sobre a Chapecoense, o São Paulo chegou a 16 pontos e ultrapassou o Atlético-PR na liderança do Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe colocará em jogo mais uma vez sua invencibilidade no Morumbi. Já são 12 vitórias consecutivas no ano.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.