Em crise e no Z4, São Paulo inicia semana de clássico com reunião

O elenco do São Paulo está de folga nesta segunda-feira, após empatar em 1 a 1 com o Avaí no último domingo em Florianópolis. Mas isso não quer dizer que a semana no clube se inicia sem movimento. Nesta segunda, o Conselho Deliberativo do clube se reunirá para debater temas importantes. A oposição tenta fazer pressão sobre a gestão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Na pauta da reunião extraordinária estão o momento atual do futebol, a multa rescisória que terá de ser paga a Rogério Ceni (R$ 5 milhões) e formação das novas diretorias executivas, com profissionais remunerados.

A exposição quer explicações sobre o pagamento da multa a Rogério, que foi um pedido do próprio técnico quando assinou contrato. Questionam como estipular um valor tão alto para um treinador em início de carreira.

Nos bastidores, os conselheiros da oposição também se armam para questionar sobre a demissão do gerente de marketing Alan Cimerman. Ele é acusado de comandar um esquema de desvio de ingressos para shows do U2 no Morumbi, em outubro. Oposicionistas querem que haja responsabilidade pela contratação do profissional, que chegou ao clube em 2016 sob polêmica por dívidas contraídas em eventos da Copa do Mundo de 2014.

No campo, o time voltou à zona do rebaixamento com o empate, ocupando a 17ª colocação do Campeonato Brasileiro com 23 pontos. A situação deve aumentar ainda mais a pressão na reunião, com cobranças. E no próximo domingo haverá o clássico contra o Palmeiras no Allianz Parque, onde o São Paulo não tem se dado bem. Desde que o estádio foi reformado, foram quatro Choque-Reis, com 100% de aproveitamento dos donos da casa. O saldo impressiona: o Tricolor sofreu 12 gols e marcou apenas um nas quatro derrotas. O alerta está ligado.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “Em crise e no Z4, São Paulo inicia semana de clássico com reunião

  1. Que aproveitem a reunião para chamar de volta o Rogério Ceni e dispensem logo o Dorivá. Assim, de-repente, pode-se juntar o útil ao necessário: dispensar esse pseudo-técnico e resolver a multa do Rogério. Ruim por ruim, o Rogério, um pouco mais humilde, tem mais futuro e personalidade; sem contar que, agora, o time tem mais e melhores jogadores do que antes…

  2. A revista Exame divulgou estudo que revela perda no valor da marca Sâo Paulo, comparativo a 2009.
    Consultada a diretoria do clube:

    “Os últimos dois anos do São Paulo são de enormes ganhos institucionais, com um novo estatuto, diretoria profissional e estudo para a separação do clube social e do futebol. Ainda que o time venha de um período de reestruturação, os avanços são enormes. A torcida tem reconhecido o avanço e vem fazendo um papel espetacular no apoio ao time, basta lembrar que o São Paulo tem os três maiores públicos do Campeonato Brasileiro e a maior média de público da sua história no Morumbi”.

    Incrível a cara de pau, dizer que o grande público nos jogos são em reconhecimento ao avanço de reestruturação.
    A prepotência e a arrogância, marcas registradas de JJ e seus asseclas ajudam cada vez mais a afundar a instituição.
    Pobre São Paulo

  3. A perspectiva de que haja alguma alteração no rumo das coisas é NENHUMA… Depois dessa reunião vai continuar tudo como está. A verdade é que os grupos de oposição são compostos por conselheiros dissidentes da situação, posto que aqueles que, antes dessa gestão, se posicionavam como opositores, integram hoje a base da diretoria do Leco. Portanto, tudo continuará “como d’antes no Quartel do Abrantes”, rumo à serie B. Não se enganem, essa fumaça faz parte de um jogo de cena, tipo assim, o que ocorre em Brasília, no Congresso Federal. É tudo do mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*