Em alta, Derlis e Rojas fazem duelo de gringos velocistas no San-São

Rápidos, habilidosos e com um início bastante promissor em seus respectivos clubes. Essas são características comuns aos estrangeiros Derlis González e Joao Rojas, que protagonizarão um duelo à parte no clássico entre Santos e São Paulo, marcado para as 16 horas (de Brasília) deste domingo, na Vila Belmiro, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Camisa 10 da seleção paraguaia, Derlis González chegou ofuscado pelas contratações de Carlos Sánchez e Bryan Ruiz, jogadores de Copa do Mundo, mas rapidamente se adaptou ao Santos e hoje é um dos titulares.

O paraguaio veio por dois anos de empréstimo junto ao Dínamo de Kiev-UCR, em troca por Vitor Bueno. A negociação foi longa, chegou a ser paralisada e o Peixe mostrou que o esforço valeu a pena.

Derlis tem os mesmos números de Rojas – quatro assistências e um gol. Em seis jogos no Campeonato Brasileiro, o atacante deu passes suficientes para se tornar o garçom do time na competição.

Além da velocidade e boa finalização, González se destaca pela aplicação tática. A passagem no futebol europeu o fez saber preencher bem o meio-campo e acompanhar o lateral adversário até o fim. Com ele pelo lado direito, o técnico Cuca fica tranquilo em liberar Victor Ferraz para apoiar.

“Derlis se adaptou muito rapidamente. Tem velocidade, força e muita disposição”, elogiou o técnico Cuca em entrevista recente.

Já Joao Rojas foi contratado a pedido do técnico Diego Aguirre durante a intertemporada para a disputa da Copa do Mundo. Desconhecido do público, o ex-Talleres, da Argentina, não precisou de muito tempo para eliminar a desconfiança da torcida.

Logo em sua estreia, no dia 18 de julho, o meia-atacante de 29 anos cruzou na medida para Everton marcar o gol da vitória do São Paulo sobre o Flamengo, em pleno Maracanã. Aquela foi apenas a primeira das quatro assistências do jogador, válvula de escape do São Paulo em jogadas pela direita.

Para se ter uma ideia da importância dele no esquema de Aguirre, o camisa 23 participou de todas as 13 partidas disputadas após sua estreia pelo Tricolor, sendo titular em 12 delas. Com contrato até 4 de julho de 2020, Rojas fará o seu segundo clássico pelo novo clube (o primeiro foi a vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians).

“Rojas mostra uma personalidade, uma capacidade de jogo… Adaptou-se rapidamente. Foi um reforço importante que trouxemos. Acho que acertamos, porque está jogando muito e é um jogador importante no andamento da equipe”, avaliou Aguirre.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*