Em 2018, defesa do São Paulo é melhor quando Bruno Alves joga

O São Paulo terminou 2017 abalado com a ameaça de rebaixamento constante durante o Campeonato Brasileiro, mas com algumas boas perspectivas para 2018. Uma delas era a dupla de zaga, formada por Arboleda, um dos reforços com melhor desempenho entre os 19 contratados na temporada passada, e Rodrigo Caio, veterano aos 24 anos e convocado para a seleção brasileira.

Em janeiro, a diretoria contratou Anderson Martins, ex-Vasco, negócio considerado excelente por ser um jogador desejado há tempos, e em boas condições financeiras. Só que um intruso resolveu bagunçar a disputar na defesa tricolor: Bruno Alves.

Bruno Alves começou bem a temporada (Foto: Marcelo Hazan )

Bruno Alves começou bem a temporada (Foto: Marcelo Hazan )

Outro contratado em 2017, a pedido de Dorival Júnior, o zagueiro ganhou mais chances do que se imaginava. Os motivos: as dores constantes na região dorsal de Anderson Martins, a lesão que adiou a estreia de Arboleda na temporada e a ida de Rodrigo Caio para a Seleção.

Só que a defesa do São Paulo é melhor com Bruno Alves do que sem ele. O jogador, que completará 27 anos no próximo dia 16, tem índices individuais e coletivos superiores aos dos concorrentes (veja abaixo). Tanto que no clássico contra o Santos, apesar da derrota por 1 a 0, ele recebeu elogios de Cléber Xavier, auxiliar de Tite que assistiu à partida no Morumbi.

Na derrota da semana passada por 2 a 1 para o Atlético-PR, Rodrigo Caio jogou muito mal e reacendeu a disputa na posição. Ele foi titular ao lado de Arboleda, numa reedição de 2017, e Bruno Alves ficou no banco de reservas.

Uma das opções que pode acomodar todo mundo é o início de uma transição para o esquema com três zagueiros. O técnico Diego Aguirre tem treinado essa variação e chegou a utilizá-la em alguns momentos da partida na Arena da Baixada, só que com Militão ao lado de Arboleda e Rodrigo Caio. Isso para não queimar uma substituição.

O São Paulo voltará a campo na quinta-feira, contra o Rosário Central, na estreia das equipes na Copa Sul-Americana. O jogo será na Argentina.

Rodrigo Caio e Arboleda: dupla de zaga elogiada em 2017 (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Rodrigo Caio e Arboleda: dupla de zaga elogiada em 2017 (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

As duplas de zaga do São Paulo:

Rodrigo Caio e Arboleda

  • 6 jogos
  • 2 vitórias
  • 1 empate
  • 3 derrotas
  • 6 gols sofridos

Rodrigo Caio e Bruno Alves

  • 5 jogos
  • 3 vitórias
  • 1 empate
  • 1 derrota
  • 2 gols sofridos

Arboleda e Bruno Alves

  • 4 jogos
  • 2 vitórias
  • 2 derrotas
  • 2 gols sofridos

Rodrigo Caio e Anderson Martins

  • 4 jogos
  • 2 vitórias
  • 1 empate
  • 1 derrota
  • 2 gols sofridos

O desempenho individual dos zagueiros:

Rodrigo Caio

  • 15 jogos
  • 7 vitórias
  • 3 empates
  • 5 derrotas
  • 10 gols sofridos

Arboleda

  • 11 jogos
  • 5 vitórias
  • 1 empate
  • 5 derrotas
  • 9 gols sofridos

Bruno Alves

  • 9 jogos
  • 5 vitórias
  • 1 empate
  • 3 derrotas
  • 4 gols sofridos

Anderson Martins

  • 4 jogos
  • 2 vitórias
  • 1 empate
  • 1 derrota
  • 2 gols sofridos

Fonte: Globo Esporte

8 comentários em “Em 2018, defesa do São Paulo é melhor quando Bruno Alves joga

  1. Eu vejo esses números de forma diferente…

    Derrubaram o D.Jr dizendo que ele é fraco ( QUE EU CONCORDO), porem o jogador Bruno Alves foi indicado por ele…

    E se o Sr. Confiem em mim tivesse contradado mais jogadores pedidos por D.Jr????

    Por que alguns torcedores só viam defeitos no trabalho do D.Jr e do Sr. Confiem em mim eles só vêem virtudes sendo que ele faz uma Cag…da atrás de outra???

    Analisando friamente eu ENTENDO o R.Caio titular…

    É a chance desse perna de pau ir pra copa e alguém com muita coragem comprar ele!!!!

    Se ele for pra reserva ai nem o 15 de Piracicaba vai quer ele ( Com todo respeito ao 15 de Piracicaba).

    • Os números apontam que a melhor dupla é Rodrigo Caio e Bruno Alves…

      Mas estes levantamentos de 4 ou 5 jogos não valem nada. Não levam em conta a qualidade dos adversários, um dia infeliz pode influenciar muito nos números…

  2. Nosso maior problema é que entra ano e sai ano e sempre tem um cara falhando, nao passa dois jogos sem levar gol, isso reflete plantel fraco e tecnico fraco. Assim como está não vamos chegar nem perto de titulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*