‘Efeito Osorio’ atinge o São Paulo da torcida a cartolas e jogadores

O São Paulo vive dias de euforia desde a contratação de Juan Carlos Osorio, há 15 dias. Efetivamente, o treinador colombiano só trabalhou em metade desse período e comandou o time em apenas uma partida (vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio), mas já tornou-se uma espécie de fenômeno, do CT da Barra Funda ao Morumbi. Por isso, o LANCE! lista abaixo provas de que, de dirigentes a torcedores, Osorio virou mania no Tricolor.

ROGÉRIO CENI

O Mito aceitou renovar até dezembro justamente por confiar no trabalho apresentado por Osorio e fez questão de dizer que o clube estaria em ótimas mãos caso deixasse os gramados em agosto mesmo. Ceni não esconde o encantamento com os métodos, a liderança e as ambições do colombiano.

– A chegada dele trouxe este fator motivacional. Não só pela filosofia de trabalho, mas a motivação diária nos faz acreditar em um futuro ainda melhor este ano. O Osorio tem demonstrado uma metodologia nova, bacana e está muito interessado. Esta revitalizada nos dará novo ânimo. Vejo o São Paulo brigando na ponta da tabela e lutando pelas primeiras colocações – exaltou o goleiro-artilheiro.

LUIS FABIANO

Antes desanimado e disposto até a deixar o São Paulo antes do fim do contrato (termina em dezembro), Fabuloso ganhou fôlego e moral com Osorio. No primeiro jogo do treinador, deixou um gol, voltou a animar-se, e a ideia de ficar no Morumbi até o fim da temporada foi fortalecida.

– O Osorio é um cara bacana, alegre e para frente, bem estilo professor mesmo (risos). Ele fala com autoridade e fez com que a gente acredite naquilo que ele quer. Tem um método europeu de trabalhar. Joguei muito tempo na Europa e posso dizer que o estilo dele é bem parecido. Apesar do pouco tempo dele aqui, já podemos dizer que ele cativou todos. Tenho certeza de que esta metodologia dele nos deixará mais fortes – destacou.

SOUZA

O volante era um dos mais críticos em relação ao trabalho que vinha sendo feito pela comissão técnica e pelos jogadores no primeiro trimestre de 2015. Agora, é um dos maiores entusiastas das metodologias de Osorio. Na entrevista coletiva da última terça-feira, ele deixou a admiração bem clara em suas respostas.

– A gente vê que ele é muito diferente de tudo que a gente já experimentou, então torcemos para dar certo. Ele é muito comunicativo, dá chance a todo time, e o treinamento é mais intenso, parece mais com jogo. Ele é muito humilde, é uma virtude que ele tem. Sempre perguntando, sempre querendo aprender, tanto da língua, quanto do dia a dia. Uma palavra especial. Às vezes o treinador tem essa distância, e ele não tem – afirmou.

ATAÍDE GIL GUERREIRO

O vice-presidente de futebol havia perdido força e ânimo para seguir ativo no São Paulo após o presidente Carlos Miguel Aidar passar a ser mais atuante. A chegada de Osorio trouxe nova motivação para o cartola retomar a linha de frente de negociações e projetos do departamento de futebol, já que foi Ataíde um dos responsáveis pela escolha do colombiano para substituir Muricy Ramalho e Milton Cruz.

fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.