Douglas se desculpa, mas diz: “Não era eu que devia marcar Mazinho”

Rhodolfo deixou a Arena Barueri revoltado por ver o “baixinho” Mazinho, de 1,65m, fazer de cabeça o gol do empate do Palmeiras contra o São Paulo, e acabou tornando Douglas, que estava na marcação do meia-atacante, um vilão. Dois dias depois, o lateral direito pediu desculpas, mas avisou que o responsável por alcançar o adversário não era ele.

“Errei por não ter acompanhado o lance, mas minha função era estar no rebote, não era estar ali dentro. Acabei estando pela ausência de alguém”, afirmou o jogador que, apesar de seu argumento, estava colado a Mazinho desde a cobrança de escanteio no lance que definiu o 1 a 1 na Arena Barueri.

Na jogada, o camisa 23 do São Paulo primeiro permitiu ao oponente chutar para Denis espalmar. No rebote, Arthur cabeceou para a pequena área e Douglas ficou parado, só olhando Mazinho testar para as redes. “Procuro acertar todas e, infelizmente, errei ali. Peço desculpas a todos os meus companheiros. Procurarei acertar tudo direitinho para não acontecer novamente”, prometeu.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Lateral direito deixou Mazinho finalizar duas vezes no lance do gol palmeirense no domingo e pede desculpa

Apesar das críticas, até pelo fato de o Palmeiras ter insistido em abusar Mazinho no seu setor, o jogador não sente que deixou tanto a desejar no clássico. “Infelizmente não tive uma bela atuação, mas também não fui tão mal. Procurarei reverter contra o Vasco”, prometeu, pensando no duelo desta quarta-feira, no Morumbi.

 

Na busca por aprovação, Douglas minimiza até a volta ao 4-4-2. “O 3-5-2 é melhor para mim e para o Cortez com três zagueiros, gostamos de ter mais liberdade. Mas vamos nos adaptar o mais rápido possível ao esquema que o professor escolher. Já era hora de chamarmos a responsabilidade e jogarmos independentemente de esquema”, discursou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*