Dirigente do São Paulo credita baixa média de público a situação financeira de brasileiros

Diante do baixo número de clubes brasileiros entre os que detém as melhores médias de público no mundo, o vice-presidente social e de esportes amadores do São Paulo, Roberto Natel – principal responsável pela gestão do Morumbi -, credita o índice à condição financeira de nossa população. De acordo com um estudo realizado pela Pluri Consultoria, o Brasil tem somente três clubes entre as 100 melhores médias de público do mundo.

– O povo está sem dinheiro, esse é o grande problema aqui. Apesar de que hoje ele tem mais condições do que antigamente. Mas o consumidor define prioridades e hoje ele pode comprar uma TV, e outras coisas. É uma realidade diferente da de outros países. Não que ele (brasileiro) não consuma futebol, mas define outras prioridades – disse, em contato com a reportagem doLANCENET!.

Recentemente, o Tricolor promoveu uma promoção do setor atrás de um dos gols, onde antes era a arquibancada amarela (e que hoje recebe cadeiras vermelhas). Ao preço de R$ 10 (com meia-entrada a R$ 5), o aumento de torcedores nesta parte do Morumbi cresceu significativamente. No levantamento feito, o Tricolor ocupa a 112ª posição do mundo com base em 2011 – média de 21,5 mil pessoas por jogo no Morumbi.

Para Natel, que já projeta ainda mais mudanças no que diz respeito à presença de são-paulinos nos jogos em casa, iniciativas deste tipo são alguns dos passos fundamentais para o crescimento da média de público nos estádios.

– O São Paulo já fez (uma mudança) com o setor amarelo e teve uma melhora razoável de público. A expectativa é de que tenhamos 25 mil torcedores de média no ano que vem – completou o dirigente tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*