Diretoria do São Paulo vai aumentar preço de ingressos em 2015

A diretoria do São Paulo vai repassar ao consumidor (no caso, ao torcedor) os custos de manter um time vice-campeão brasileiro e classificado à Libertadores. Avaliando que a equipe agora tem mostrado bons resultados em campo, os cartolas decidiram acabar com a política de ingressos a preços populares, uma das responsáveis por manter o Morumbi cheio desde o final do ano passado.

No segundo semestre de 2013, quando o São Paulo estava mal no Campeonato Brasileiro e lutava contra o rebaixamento, passou a ser possível entrar no Morumbi pagando até R$ 10, uma faixa criada para incentivar a torcida a empurrar o time em um momento difícil.

Em 2014, ainda foi possível assistir a alguns jogos pagando o valor, embora, de maneira geral, os ingressos mais baratos já haviam sido reajustados em 100%.

Agora, com o time classificado à Libertadores, a diretoria já sabe que ingressos muito baratos não fazem mais parte dos planos para 2015. No Campeonato Paulista do ano que vem, por decisão da Federação Paulista, o preço mínimo de bilhetes será R$ 40 (para todos os jogos da competição).

O São Paulo pretende manter valores mais altos para jogos da Libertadores e do Brasileiro, e pode cobrar ainda mais em partidas concorridas. “Cobramos R$ 60 na Sul-Americana e conseguimos lotar o Morumbi. Acho que a torcida do São Paulo vai entender que o clube precisa de receita e vai comparecer também em 2015”, afirmou Osvaldo Vieira, diretor de finanças do clube.

Existe, porém, a preocupação de que jogos contra times de menos tradição deixem as arquibancadas do Morumbi vazias. Nesse caso, a diretoria pretende lançar mão de estratégias para diminuir os custos de operação do estádio e minimizar possíveis prejuízos com a receita mais baixa.

Promoções do tipo “queima de estoque”, como vistas em 2014, estão fora de cogitação.

A política de preços populares permitiu ao São Paulo, um clube tradicionalmente ligado às camadas mais endinheiradas da população paulista, ter um dos ingressos mais baratos do Brasil.

Porém, mesmo com uma das maiores médias de público do Campeonato Brasileiro, o clube arrecadou menos do que rivais como o Corinthians, que cobrou bilhetes mais caros.

Essa realidade vai mudar no que vem. Resta saber se a torcida tricolor continuará indo em bom no número ao estádio, como espera a diretoria.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.