Defesa do São Paulo se supera, mas perde cão-de-guarda contra o Inter

Criticada depois de três derrotas consecutivas (Goiás, Ceará e Flamengo) e sete gols sofridos, a defesa do São Paulo reagiu e inverteu os resultados. Agora, depois do empate por 0 a 0 contra o Joinville, na última quarta-feira, em Joinville, a equipe de Juan Carlos Osorio completou três jogos sem ter as redes balançadas, uma prova de superação em meio a muitos problemas no setor.

Com os desfalques de Lucão. Luiz Eduardo e Breno, machucados, e Rodrigo Caio, na Seleção Olí mpica, Osorio teve de armar a zaga contra o Joinville com Lyanco e Edson Silva, que nunca tinham atuado juntos em partidas. O garoto de 18 anos, aliás, fez sua estreia na posição de origem, já que antes tinha atuado duas vezes, mas como volante. Saiu-se bem e recebeu elogios do colombiano após o embate.

Antes do duelo em Santa Catarina, o São Paulo já não tinha sido vazado duas vezes. Pela Copa do Brasil, na quarta-feira passada, em Fortaleza, venceu o Ceará por 3 a 0 e se garantiu nas quartas de final da competição. Já no último sábado, contra a Ponte Preta, no Morumbi, pelo Brasileiro, nova vitória por 3 a 0. Em ambas situações, Osorio montou a zaga com Rodrigo Caio e Luiz Eduardo.

O treinador colombiano costuma defender o setor defensivo de críticas, mesmo quando a equipe sofre gols. Argumenta que o problema está no ataque, tanto pela falta de combate quanto pelas falhas nas finalizações, que acabam gerando contra-ataques. E nos últimos jogos ganhou outro trunfo para deixar o time mais protegido: Thiago Mendes.

Desde o jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Ceará, na derrota por 2 a 1 no Morumbi, o camisa 23 tem sido escalado na cabeça de área e mostrado um desempenho muito bom, tanto na marcação quanto na saída de bola com intensidade. Osorou encheu os olhos. Mas não por muito tempo.

Thiago Mendes será desfalque no duelo do próximo sábado, contra o Internacional, no Morumbi. O volante recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Joinville e terá de cumprir suspensão. Além disso, machucou a mão direita no confronto, que precisou ser enfaixada. Ainda fará exames para saber da gravidade do problema. Havia suspeita de fratura, mas ele continuou em campo até o fim.

Sem Thiago Mendes, o técnico colombiano confirmou a volta de Hudson, que estava suspenso, e e brincou com a série de desfalques que vem tendo nos últimos jogos. Wesley e Pato também estão suspensos, fora os demais machucados.

– Não é uma nova situação, é uma constante no São Paulo. Tratarei fe treinar e preparar o time sem ter jogadores tão importantes – analisou.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*