De “cabeça erguida”, Maidana supera polêmica vivida no São Paulo

Com 20 anos, Iago Maidana já passou por muitas provações em sua carreira. O zagueiro foi o centro de uma polêmica que culminou na renúncia do então presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar, devido a uma irregularidade na sua contratação. Atualmente, ele joga no sub-20 do Tricolor. E deu sua versão do que aconteceu, em entrevista ao SporTV.

São Paulo Iago Maidana (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)Iago Maidana em ação em treino no São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

A confusão foi a seguinte: em setembro do ano passado, a empresa Itaquerão Soccer pagou R$ 800 mil para tirá-lo do Criciúma e registrá-lo no Monte Cristo, da terceira divisão goiana. Depois disso, vendeu 60% dos direitos econômicos do zagueiro por R$ 2 milhões ao São Paulo. Porém, desde maio, a participação de investidores em transferências é proibida, por isso a negociação foi julgada pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, com o São Paulo condenado a pagar uma multa de R$ 100 mil, enquanto o jogador teve que desembolsar R$ 10 mil.

– Um intermediador fez contato comigo, para me colocar num clube grande e isso aconteceu. Depois eu soube mais detalhes pela imprensa. Ficamos até preocupados. Falaram que eu precisaria passar para um clube para vir para o São Paulo. Aceitei. Se soubesse que tinha algo errado, não teria participado. (…) Achei que não iria voltar mais, ter uma boa fase, por ter esse problema. Mas passei por cima. O importante é levantar a cabeça – disse o zagueiro.

Apesar de ainda estar na equipe sub do São Paulo, Maidana pode afirmar que já começou com o pé direito sua caminhada para chegar a uma equipe principal. Em janeiro deste ano, o zagueiro foi campeão da Libertadores Sub-20 pelo Tricolor e, como capitão, levantou o troféu.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.