Criticado pela torcida, Wesley ganha defesa de Ceni e auxiliar no São Paulo

Rogério Ceni está satisfeitíssimo com o desempenho dos seus jogadores na pré-temporada. Os trabalhos foram intensos, sem problemas de disciplina e, dentro de campo, o time mostrou bom comportamento na partida contra o River Plate, que terminou com vitória nos pênaltis e classificação para a decisão na Flórida contra o Corinthians.

Mas alguns jogadores em especial estão chamando a atenção do treinador. Um deles é Wesley, não só pela facilidade de atuar em várias posições, mas também pela atitude que mostra quando está em campo.

Nos jogos treinos contra Sarasota e Boca Ratón, Wesley atuou como lateral-direito, como volante e como meia pela esquerda. Contra o River Plate, começou aberto pelo lado direita e, após a saída de Neilton, passou a atuar no lado esquerdo. E ganhou muitos elogios.

– Gosto muito dele.  É um menino muito dedicado, muito profissional. Faz três, quatro funções dentro de campo. É um cara que será muito útil para nós durante a temporada. Tem admiração do grupo pelo que se entrega a cada treino, a cada jogo. Contra o River, fez uma função que ainda não havia treinado, ou seja, é um cara que não diz não para absolutamente nada. Se o torcedor do São Paulo pudesse observar o Wesley treinando, tenho certeza de que mudaria a sua opinião – elogiou o treinador são-paulino.

Técnico Rogério Ceni, do São Paulo (Foto:   Rubens Chiri / saopaulofc.net)Rogério Ceni ficou satisfeito com a primeira atuação do São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Ceni acredita que a cobrança perdida na disputa de pênaltis contra o River Plate não irá abater o meio-campista, que certamente será utilizado neste sábado.

– Todos os grandes jogadores da história do São Paulo perderam pênalti. É claro que você fica triste. O Cueva também perdeu. O Wesley é um jogador multifuncional. Só erra pênalti aquele que tem coragem de levantar a mão e dizer: pode deixar comigo que eu bato – ressaltou Ceni.

O comandante são-paulino também deixou claro que não gostaria de ver Wesley ser negociado – especulou-se uma proposta do Vasco pelo camisa 11.

– Eu não quero a saída dele. Eu já perdi o Michel (Bastos, para o Palmeiras), que era um cara experiente e também não posso contar com o Carlinhos que, desde o ano passado, vem treinando separado – completou o técnico.

Wesley também foi defendido pelo auxiliar Michael Beale, que cometeu uma gafe ao elogiar o jogador em uma rede social – ao tentar escrever em português, o francês chamou o jogador de “besta” ao traduzir de maneira errada a palavra em inglês “beast”, que significa “fera”.

– A cada dia, ele treina muito bem. Ele é nosso jogador, um jogador fantástico. Ele é SPFC e importante para a equipe. Sempre juntos – corrigiu Beale, em seguida.

Após a vitória sobre o River Plate, Rogério Ceni e Michael Beale agora se preocupam com o jogo contra o Corinthians, pela final do Torneio da Flórida.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Criticado pela torcida, Wesley ganha defesa de Ceni e auxiliar no São Paulo

  1. Importante respeitar as reações de cada um, pois cada um reage um uma forma, porém não quer que é desenteressado é apenas seu jeito de reagir a uma vitória ou revés, vamos apoiar, será importante o nosso apoio pro M1TO.

  2. Jogador estranho, para quem o observa nos jogos!
    Impassível; frio; “na dele”. Parece desinteressado nos resultados, dando a impressão de que apenas cumpre seu contrato com o clube sem amor, sem paixão pelo mesmo e por sua torcida. Transferindo tal comportamento para o trabalhador geral, ele seria aquele que “vende” seu tempo para a empresa, não vendo a hora do momento de ir pra casa e de chegar o fim de semana. Está sempre infeliz, mesmo ganhando bem. Assim vejo o Wesley: cumpre bem seu papel nos treinamentos; é obediente ao chefe, mas, quando utilizado para algo importante, nada tem a acrescentar…

  3. O Wesley reagiu positivamente ao tapa na orelha dado pela torcida. Passou a se esforçar em campo. Para mim, em termos de comportamento, zerou. O problema é o desempenho técnico mesmo, que não é lá essas coisas (sendo que o pênalti perdido não entra na conta porque errar faz parte).
    Enfim, não tenho nada contra nem nada a favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*