Corinthians e São Paulo disputam título no segundo desafio de Ceni

Aquele que seria um mero torneio amistoso, válido como preparação para a temporada, ganhou bastante importância para os torcedores de Corinthians e São Paulo. A partir das 21 horas (de Brasília) deste sábado, em Orlando, os rivais decidirão o título da Copa Flórida naquele que será o primeiro Majestoso de Rogério Ceni como técnico.

Com uma empolgante goleada por 4 a 1 sobre o Vasco na estreia, contudo, o treinador Fábio Carille e os seus comandados de Corinthians mantêm o discurso de que adquirir entrosamento e ritmo de jogo é mais importante neste momento. Ainda que o último clássico contra o São Paulo tenha terminado com uma impactante derrota por 4 a 0, em 5 de novembro do ano passado, no Morumbi.

Fábio Carille deve mexer no time mesmo após o Corinthians ter goleado o Vasco (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)
Fábio Carille deve mexer no time mesmo após o Corinthians ter goleado o Vasco (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

“É lógico que queremos vencer sempre, mas o quanto antes pegarmos a cara do Carille, com um padrão de jogo, melhor”, priorizou o lateral direito Fagner, um dos líderes do elenco, respeitoso ao comandante são-paulino. “Pela história e por tudo o que já representava, tenho certeza de que o Rogério será um sucesso como técnico”, elogiou.

Até por querer encontrar uma equipe titular ideal para o Campeonato Paulista, Carille promoverá mudanças na formação que enfrentará o São Paulo. O atacante inglês naturalizado turco Kazim e o meia Marquinhos Gabriel, que marcaram um gol cada no segundo tempo do jogo contra o Vasco, serão testados como titulares nas vagas de Romero e Marlone.

Com as mudanças, o centroavante Jô passará a se revezar com Kazim entre o comando do ataque e a ponta direita. Há ainda uma baixa forçada, do meia Rodriguinho, convocado para a Seleção Brasileira e com desconforto muscular. Ele será preservado da decisão, cedendo espaço para Guilherme.

Rogério Ceni vai apenas para o seu segundo jogo no comando do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/SPFC)
Rogério Ceni vai apenas para o seu segundo jogo no comando do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Do lado tricolor do clássico, o clima é de muito otimismo para a temporada depois das demonstrações do que a equipe pode apresentar sob o comando de Rogério Ceni. Nem mesmo a falta de gols no empate por 0 a 0 com o River Plate ofuscou a atuação dominadora dos são-paulinos na primeira etapa, quando os titulares ficaram em campo. “Foi melhor do que eu esperava. Foi essencial começar o ano desta maneira para ter ainda mais confiança em 2017”, admitiu o goleiro Sidão, herói da noite após defender as duas cobranças de pênaltis que credenciaram o time do Morumbi para encarar o Timão.

“Agora teremos um clássico, que é totalmente diferente de qualquer partida. A torcida pode esperar muita dedicação do elenco, porque nos preparamos bem e estamos prontos para colocar em prática”, avisou, empolgado, o goleiro.

Aliás, depois do destaque em sua estreia, Sidão pode ser efetivado à titularidade. Denis começou jogando frente aos argentinos. Com um dia a menos para recuperar seus atletas, Rogério Ceni já avisou que novamente vai dar minutos de jogo para todo o elenco, mas, pode mexer na equipe principal. Além de Sidão, Cícero e Shaylon são os mais cotados a ganhar espaço.

“Felizmente conseguimos estrear com a vaga, e agora vamos com tudo encarar este grande clássico na final. É bom demais avançar no torneio, porque vestir esta grande camisa tem um peso enorme, principalmente na posição que já foi do Rogério”, concluiu Sidão, de 34 anos, um dos reforços do São Paulo para 2017.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X SÃO PAULO

Local: Estádio Bright House Networks, em Orlando (EUA)
Data: 21 de janeiro de 2017, sábado.
Horário: 21 horas (de Brasília).
Arbitragem: não divulgada pela organização

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Moisés; Gabriel, Camacho, Jô, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Kazim
Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Sidão (Denis); Bruno, Maicon, Rodrigo Caio, Breno e Buffarini; Thiago Mendes, Cueva, Wellington Nem e Luiz Araújo; Andres Chavez
Técnico: Rogério Ceni

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*