Conturbado politicamente, São Paulo deve ter reunião tensa no Conselho

O presidente Carlos Miguel Aidar e o antecessor Juvenal Juvêncio devem ficar frente a frente mais uma vez na reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo na noite desta terça-feira, no Morumbi.

O racha entre os dirigentes divide o clube e torna o ambiente político conturbado. Por isso, a expectativa é de um encontro tenso.

O presidente do Conselho, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, classifica as reuniões como “fortes, tensas e intensas”, justamente por conta desse momento vivido

– Ele (Aidar) vai se quiser, mas a sua presença é fundamental e não é praxe ele faltar. E o Juvenal se interessa. Ele tem ido ao clube somente nessas reuniões. (A briga) prejudica a imagem do São Paulo. Não faz parte da nossa história e do nosso jeito de ser. O São Paulo precisa estar harmonizado e tranquilo para seguir a sua vida. Não me envolvo com isso, porque não posso fazê-lo, e vou procurar sempre administrar – disse Leco.

O presidente do Conselho crê nas presenças de Aidar e Juvenal, e projeta entre 120 e 160 dos 240 conselheiros na reunião. Segundo ele, três itens estarão em pauta: discussão sobre a Taça das Bolinhas, troféu pelo qual há uma disputa judicial com o Flamengo, resultado da atuação do Instituto Áquila, empresa de consultoria contratada para apontar defeitos e soluções no clube, e a renovação de contratos com entidades de créditos. Em 2014, o Tricolor teve déficit de mais de R$ 100 milhões. Em crise financeira, o clube projeta prejuízo de R$ 53 milhões para esse ano.

– Periodicamente é preciso celebrar e renovar contratos sobre as dívidas e financiamentos. E a diretoria financeira pediu para isso ser apresentado em votação. Sobre a Taça das Bolinhas, ele (Aidar) quer transferir para o conselho uma questão que sempre ficou no âmbito do executivo. Não há muito o que fazer: tem de seguir na Justiça e o que for decidido em último grau será respeitado. São temas importantes e palpitantes, que interessam ao São Paulo. Não tenho controle sobre o que os conselheiros vão falar. Só espero que tudo ocorra bem – disse Leco.

A possibilidade de um eventual pedido de impeachmant por parte da oposição é descartada por Leco nessa reunião. O caso de maior repercussão recente envolvendo o presidente diz respeito ao contrato rescindido do Tricolor com a sua namorada, Cinira Maturana. Pelo acordo, ela receberia 20% de comissão sobre qualquer contrato de patrocínio que conseguisse para o clube – no período em que vigorou o contrato, não houve nenhuma remuneração para Cinira.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Conturbado politicamente, São Paulo deve ter reunião tensa no Conselho

  1. A discussão sobre a taça das bolinhas está sendo usada para jogar uma cortina de fumaça sobre temas mais importantes da instituição, como por exemplo o planejamento financeiro.

  2. Conselheiros, a unica e unica decisa’o a ser tomada,
    e’ brigar pela merda das bolinhas,
    que e’ de fato e direito nossa,
    Aidar, que va a merda, na’o tem nada que entregar,
    o que de fato e direito conquistamos dentro de campo,
    fora na’o interessa, mesmo.
    ????????? Entregar o que e para que pra essa kariokada da banda podre ??????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*