Conheça Fernando Pñatares, o preparador físico do São Paulo

Tac-tac-tac”: o som que se assemelha ao toque das chuteiras na bola tornou-se a trilha sonora dos campos do CT do São Paulo desde que Diego Aguirre assumiu o comando da equipe, no início de março. O responsável? Fernando Piñatares.

Durante os treinos, o barulho emitido com a boca pelo preparador físico do Tricolor, com o auxílio de estaladas de dedos, é uma forma de incentivar e cobrar os jogadores, que virou marca registrada do trabalho do uruguaio de 46 anos.

Se Aguirre quer o São Paulo bem preparado fisicamente para “entregar tudo em campo”, como o técnico costuma dizer nas entrevistas, disputando todas as bolas, ele tem em Piñatares um fiel escudeiro.

Considerado um carrasco pelos jogadores, o preparador físico não dá descanso nos treinos. Até em uma roda de bobinho, uma brincadeira típica de aquecimento, o uruguaio é exigente.

– Quem é mais rancoroso é o Fernando (Piñatares), o preparador físico (risos). Mas é um cara extremamente profissional. O Fernando bate um pouquinho, e o Aguirre passa a mão na cabeça (risos) – afirmou Hudson ao GloboEsporte.com.

O jeito xerifão de Piñatares também provoca algumas situações engraçadas. Na última terça-feira, uma das atividades foi uma disputa de futevôlei um contra um entre os atletas, sem Nenê e Hudson, que corriam em volta do gramado em uma atividade regenerativa.

No entanto, o camisa 10 são-paulino invadiu a disputa que acontecia entre Everton e Reinaldo com a intenção de jogar, e ouviu do uruguaio, que acompanhava atentamente cada movimento:

– Nenê? Não, não, não!

O jogador então voltou para a sua corrida e reclamou:

– Pô, Fernando “chatão”, hein?

Fernando até pode ser o “chatão”, mas os números comprovam que a linha dura do preparador físico tem sido positiva. Até a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo é o segundo clube que mais dá desarmes certos na competição, com 276, apenas dez a menos que o Flamengo.

Quando era dirigida por Dorival Júnior, a equipe recebia duras críticas pela queda de rendimento no segundo tempo dos jogos, algo que não ocorre mais com a nova comissão. O comprometimento com a marcação e a disposição em campo têm ajudado o Tricolor a ocupar a segunda posição do Brasileirão.

Neste domingo, a preparação será colocada à prova mais uma vez diante do Cruzeiro, às 16h (de Brasília), no Mineirão, pela 16ª rodada. A equipe terá pelo menos três desfalques, já que Hudson, Arboleda e Militão estão suspensos, e os reservas terão que mostrar que o condicionamento está em dia para manter a boa campanha.

Futebol brasileiro não é novidade

Fernando Piñatares e Diego Aguirre se conheceram na seleção de base do Uruguai, em 2007, onde ficaram até o fim de 2009. Desde então, eles estiveram juntos no Peñarol, Al-Rayyan, Al-Gharafa, Internacional, Atlético-MG, San Lorenzo e, enfim, São Paulo.

E foi justamente no Brasil que o uruguaio teve seu trabalho colocado em xeque. Em 2015, no Inter, o preparador foi criticado pelo excesso de lesão dos jogadores do time colorado e pela falta de ritmo de alguns, que, dentre outras coisas, culminou na eliminação na semifinal da Libertadores.

No Atlético-MG, em 2016, resgatou o seu prestígio e saiu elogiado pela diretoria do a. A experiência no país é uma aliada no atual trabalho.

– Estamos bem adaptados, já conhecemos bem. Não falamos muito bem português, mas é simples: é ser profissional, trabalhar e ser uma boa pessoa – afirmou Piñatares ao site oficial do São Paulo.

Veja as informações do São Paulo para enfrentar o Cruzeiro:

Local: Mineirão, Belo Horizonte
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)
Escalação provável: Sidão, Araruna (Bruno Peres), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero e Nenê; Everton, Rojas e Diego Souza;
Desfalques: Jucilei (lesão na coxa esquerda), Rodrigo Caio (cirurgia no pé esquerdo), Régis (recondicionamento físico), Edimar (entorse no tornozelo esquerdo), Militão, Hudson e Arboleda (suspensos)
Pendurados: Anderson Martins, Reinaldo, Régis, Jucilei, Liziero e Nenê
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa) apita, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, todos do Rio de Janeiro
Transmissão: TV Globo para SP, RS, PR, GO, TO, MS, MT, SE, AL, CE e MA (com Luis Roberto, Caio Ribeiro e Leonardo Gaciba) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Jaime Junior e Henrique Fernandes)

Um comentário em “Conheça Fernando Pñatares, o preparador físico do São Paulo

  1. Nesse momento nota-se uma preparacao fisica diferenciada,
    muito diferente de outros preparadores.
    Contra o Fla alguns reclamavam de excesso de caimbras dos nossos atletas,
    mas aquilo era claramente para travar o jogo.
    Continue assim hermano Pinatares e tera’ sempre nosso respeito,
    e’ isso que queremos comprometimento a fundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.