“Concorrente”, Nenê explica como Hernanes pode ajudar o São Paulo

A expectativa da torcida pela volta de Hernanes ao time do São Paulo é parecida com a do elenco. A previsão da comissão técnica é de que o ídolo atue por alguns minutos contra o Guarani, nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Pacaembu, mas sem ser titular.

Pelo planejamento do São Paulo, Hernanes vai treinar com o grupo nesta quarta-feira, no CT da Barra Funda, onde André Jardine vai definir o time titular. A volta do Profeta é elogiada por Nenê, que, em tese, é um concorrente por vaga.

– Vai ajudar muito. É um cara experiente, uma liderança muito grande no nosso time. Um cara que sabe muito bem essa parte de segurar a bola, de tempo de bola. Tem uma leitura de jogo muito boa. Espero que ele comece já o mais rápido possível para nos ajudar a melhorar mais – disse Nenê, sobre Hernanes.

– Não sei (risos). Não sei (se Hernanes vai jogar). Não tem problema (ficar no banco). Já falei sobre isso antes. Foi uma coisinha que… todo mundo sabe que eu gosto de jogar, mas o que for melhor para o São Paulo eu vou estar bem. Vou procurar ajudar de qualquer maneira. Já é uma coisa que ele (André Jardine) falou que vai fazer com todos. Não é uma coisa individual. Temos de pensar no time, porque o ano é longo. Sofremos no ano passado com isso – e.

A ideia do São Paulo é evoluir a recuperação de Hernanes gradativamente. Ele tem um desequilíbrio muscular e, por isso, recebe atenção especial. A previsão é de que o jogador treine com o grupo nesta quarta, jogue por alguns minutos diante do Guarani e atue por mais tempo contra o São Bento, no domingo.

Um mata-mata neste momento da temporada do São Paulo tem de ser encarado como uma final de Copa do Mundo, na visão de Nenê.

– Tem que estar com a mentalidade forte, ter personalidade e saber que é um campeonato especial que o clube está querendo jogar. É a nossa chance. Temos de jogar como se fosse a final da Copa do Mundo, da Copa do Brasil, de título do Brasileirão. Tem que estar com a mentalidade forte com relação a isso para jogar. Realmente é um campeonato muito gostoso de jogar. É diferenciado, especial. Temos de dar tudo dentro e fora de campo para classificar à fase de grupos – disse, em entrevista ao Grupo Globo.

Hernanes deverá voltar ao São Paulo contra o Guarani — Foto: Jales Valquer/Estadão Conteúdo

Hernanes deverá voltar ao São Paulo contra o Guarani — Foto: Jales Valquer/Estadão Conteúdo

Justamente por estar de olho na Copa Libertadores, Jardine tem feito rodízio no elenco. Jucilei, Helinho e Arboleda, por exemplo, foram poupados diante do Novorizontino e retornaram na derrota por 2 a 0 para o Santos.

Agora, depois do clássico, o próprio Nenê e Everton poderão ser poupados (o Tricolor monitora o desgaste do meia-atacante, ciente do histórico de lesões).

Nenê em ação contra Gustavo Henrique e Luiz Felipe no clássico San-São — Foto: Marcos Ribolli

Nenê em ação contra Gustavo Henrique e Luiz Felipe no clássico San-São — Foto: Marcos Ribolli

Em relação ao clássico contra o Santos, Nenê admitiu que o São Paulo jogou abaixo do que pode na derrota por 2 a 0.

– Não foi um bom jogo nosso. Não tivemos a nossa qualidade de ter a bola, de procurar ter mais a bola. Isso atrapalhou um pouco. Mas é sempre assim. Quando é com o São Paulo é sempre uma coisa a mais. Quando são outros times estão tendo ajustes. Quando é o São Paulo é crise. Isso é uma coisa que estamos acostumados. Faz parte. É a gente saber ter uma lição do que erramos no jogo – disse Nenê, para depois completar sobre se o Santos entrou mais ligado no clássico.

– Eu acho que eles estavam numa intensidade a mais. E foram muito felizes na parte da pressão e a gente não estava conseguindo sair. A gente corre mais e fica menos com a bola. É uma coisa para arrumar.

Veja outros trechos da entrevista com Nenê:

Preparação do São Paulo

– Eu acredito que está sendo muito boa, tirando esse resultado do último jogo. Nossos treinos têm sido bem intensos. Acredito e até falei com o Jardine disso: vamos estar em um melhor ritmo depois do quinto jogo. Pelo menos na minha opinião é quando um time entra em ritmo de jogo mesmo. Foram apenas três jogos, fora os da Flórida. Mas lá eram treinos ainda. Acredito que vamos estar em um momento muito bom. Como ele está fazendo esse revezamento, essa trocas, já pensando nisso (Libertadores). Todos os campeonatos são importantes. O São Paulo tem que entrar para ganhar todos e tem condições para isso. Se reforçou para isso. Mas com certeza essa pré-libertadores vai ser importante. Vamos nos preparar para isso.

– Mas aí não foi revezamento. Hoje o clube tem mais jogadores para fazer a troca e manter o nível. Não que não tinha esses jogadores, mas foram jogadores que perdemos e não conseguimos repor. Esse ano, já com esse pensamento, a diretoria e a comissão já pegaram jogadores para poder manter o mesmo nível e conseguir chegar brigando de igual para igual com todo mundo.

Resposta após derrota no clássico

– Tem que dar uma resposta para si mesmo, não tem de dar resposta para ninguém. Acredito que nós podemos melhorar e mesmo não tendo controle do jogo, acredito que foram jogadas que poderíamos ter evitado. Temos realmente que provar que somos melhores para nós mesmos. Esse é o pensamento.

Jogos Guarani e São Bento influenciam na Libertadores

– Ah, eu acho que sempre é bom chegar ganhando, jogar a Libertadores depois de uma vitória. Mas não é uma coisa que vai influenciar. Pensamento de ganhar sempre. Temos de ir em busca dos seis pontos, estar tranquilos no Paulista e ir para a Libertadores.

Hernanes é um desafogo para você?

– É um cara que domina muito essa área de ficar com a bola, de saber a hora certa… a visão de jogo. Com certeza vai ajudar bastante.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em ““Concorrente”, Nenê explica como Hernanes pode ajudar o São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.