Com só 4 vitórias, São Paulo é o pior dos clássicos no Paulistão na década

Metade dos clássicos da primeira fase do Paulistão já foi realizada. Restam três, um deles neste sábado, entre Corinthians e Palmeiras, em Itaquera. Quem tem tido mais sucesso contra os rivais no Estadual? O São Paulo, já com dois tropeços em 2018, é disparado o pior, com 24,1% nesta década. Apenas quatro vitórias em 29 clássicos: 16 derrotas (não eliminou nenhum dos três rivais nos duelos mata-mata no período). O Timão é o clube com melhor aproveitamento nestes jogos, conquistando mais da metade dos pontos (53,7%) desde 2011.

O Palmeiras obteve 48,8% de aproveitamento nos clássicos na década, enquanto que o Santos conquistou 47,7% dos pontos.

Timão x Tricolor foi o primeiro clássico em 2018, com vitória do Corinthians por 2 a 1, no Pacaembu. Verdão e Peixe se enfrentaram na sequência, com triunfo do Palmeiras pelo mesmo placar, no Allianz Parque. No último domingo, o Santos bateu o São Paulo por 1 a 0, no Morumbi. Por terem feito as melhores campanhas em 2017, Palmeiras e Corinthians são mandantes de dois clássicos na primeira fase.

Desde 2011, o Santos é o clube que mais coleciona triunfos contra os rivais na etapa de mata-mata: sete classificações. O Corinthians, que eliminou o São Paulo na semifinal em 2017, tem quatro, contra uma do Palmeiras e nenhuma do Tricolor. Pelo regulamento, confrontos entre os grandes só podem voltar a acontecer nas semis, já que o duelo das quartas é entre o primeiro colocado e o segundo da mesma chave.

As poucas vitórias do Tricolor contra rivais desde 2011: 3 a 1 sobre o Santos, em 2017, 3 a 2 sobre o Corinthians, em 2014, 3 a 2 sobre o Santos, em 2012, e 2 a 1 sobre o Corinthians, em 2011.

Nos clássicos desde 2011 pelo Paulistão:

Corinthians: 13V 11E 7D – 53,7%
Palmeiras: 10V 11E 7D – 48,8%
Santos: 12V 11E 10D – 47,7%
São Paulo: 4V 9E 16D – 24,1%

 

Fonte: Lance

7 comentários em “Com só 4 vitórias, São Paulo é o pior dos clássicos no Paulistão na década

  1. Se pegar o desempenho da Ponte Petra contra os grandes, vai ser melhor que o nosso, é uma vergonha, essa gestão conseguiu mudar aquele antigo lema “Torcer para o São Paulo é uma grande moleza” para Torcer para o São Paulo é uma grande tristeza.
    A Chapecoense a pouco mais de um ano teve aquela grande tragédia que acabou com o time, os caras se levantaram do nada já ganharam estadual, com um elenco fraco, com folha salarial 4 vezes menor que a nossa, foram pra libertadores, fizeram um BR muito melhor que o nosso.
    Até quando vamos ser reféns desses incompetentes que estão destruindo o São Paulo, chegou a hora de acordar.

  2. Tudo culpa dos treinadores? Ou os diretores que estão ha 16 anos no poder tem alguma coisa a ver?

    Ja mudou treinador, elenco, e a derrota continua. Que tal mudar os diretores pra ver o que acontece? Acho que já está na hora daquela campanha FORA LECO, não?

    • Também não estou contente com o trabalho do tal do Leco. Entretanto, a meu ver, o maior erro dele, em relação ao time de futebol, está na falta de contratação de um bom treinador que “case” com o estilo de jogo que nós, são-paulinos, gostamos. Não é ele quem contrata os técnicos, mas é ele quem contrata o diretor de futebol; portanto, em última análise, ele é, sim, o culpado por tanta inoperabilidade do time…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*