Com risco de queda “desprezível”, Tristão diz como SP pode ir à Libertadores

Os jogadores do São Paulo seguem com discurso de que são necessários 47 pontos para que o time afaste de vez o risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Mas, para o matemático Tristão Garcia, os 45 pontos atuais já deixam a equipe em situação bastante confortável.

– A possibilidade de o São Paulo ser rebaixado é desprezível, menor que 1%. Para correr algum risco, a equipe teria que perder os quatro jogos que faltam e ainda ser prejudicado por vitórias das equipes que estão na parte de baixo da tabela, o que não tem acontecido. Não digo que não pode mais cair, mas é muito difícil – afirmou Tristão, em conversa com a reportagem do GloboEsporte.com.

Para Dorival Júnior, meta segura para não cair é de 47 pontos (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Para Dorival Júnior, meta segura para não cair é de 47 pontos (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Segundo o matemático, a chance atual de o Tricolor paulista estar na Libertadores de 2018 é de 6%. Isso levando em consideração o G-7, pois o Cruzeiro, que ganhou a Copa do Brasil, hoje é o quinto colocado, abrindo mais uma vaga para a competição continental.

– Com quatro vitórias, a equipe chegaria aos 57 pontos e ficaria com boas chances de conseguir uma vaga na Libertadores. Daria para sonhar até mesmo com 55. Para isso, seriam necessárias três vitórias e um empate – afirmou o matemático.

E a chance pode aumentar caso o Grêmio vença a edição atual da Libertadores (está na final contra o Lanús, da Argentina) e o Flamengo conquiste a taça da Sul-Americana (está na semifinal contra o Junior Barranquilla, da Colômbia).

 Nesses casos, e se os times continuassem na parte de cima da tabela do Brasileirão, o grupo dos classificados à Libertadores passaria a ser G-8 ou G-9.

Pensando em G-7, a distância do São Paulo, que está em 11º, para o Flamengo, sétimo colocado, é de cinco pontos. Com G-8, a diferença para o Vasco é de quatro pontos. Em relação ao G-9, o clube paulista está um ponto atrás do Bahia.

O primeiro obstáculo para manter vivo o sonho da Libertadores é o Grêmio, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), em Porto Alegre.

Para essa partida, o técnico Dorival Júnior não terá Eder Militão, suspenso, e Cueva, na seleção peruana. Araruna e Maicosuel serão os substitutos.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*