Com presença de homegeados, São Paulo lança Caminho dos Ídolos

Com a presença de vários homenageados, filhos, netos e bisnetos dos que já morreram, o São Paulo lançou nesta terça-feira o Caminho dos Ídolos. O executor do projeto, conselheiro Homero Bellintani Filho, disse que os 99 nomes foram escolhidos através de pesquisa na Internet e contou com aprovação unânime dos conselheiros.

Entre os homenageados estavam Cafu, Aloisio Chulapa,  Silas, Muller, Muricy, Muricy Ramalho, Raí e Lugano, além de  muitos outros.

O local fica na rampa de acesso para o Salão Nobre, com entrada pelo Portão 17 do Estádio do Morumbi.

Homero disse ainda que há espaço para outros 99 nomes se eles surgirem.

Confira abaixo, em ordem alfabética, os homenageados e que estão com suas fotos no  Caminho dos Ídolos.

Adílson
Alfredo Ramos
Aloísio
Amoroso
André Luiz
Antônio Carlos
Araken Patusca
Bauer
Belletti
Bellini
Bernardo
Bezerra
Cafu
Canhoteiro
Careca
Chicão
Cicinho
Danilo
Darío Pereyra
De Sordi
Denílson
Dinho
Dino Sani
Doriva
Edcarlos
Edmílson
Elivélton
Fabão
Falcão
França
Friaça
Friedenreich
Gérson
Gilmar
Gino Orlando
Hernanes
Jose Poy
Josué
Juninho
Junior
Jurandir
Kaká
King
Leonardo
Leônidas
Lugano
Luís Fabiano
Luizinho
Mário Sérgio
Maurinho
Mauro
Mineiro
Miranda
Mirandinha
Müller
Muricy
Nelsinho
Noronha
Oscar
Pablo Forlán
Palhinha
Paraná
Pardal
Pedro Rocha
Peixinho
Pintado
Piolim
Pita
Raí
Remo
Renato
Renganeschi
Riberto
Ricardo Rocha
Roberto Dias
Rogério Ceni
Ronaldão
Ronaldo Luís
Ruy
Sastre
Serginho Chulapa
Sídnei
Silas
Teixeirinha
Terto
Toninho Cerezo
Toninho Guerreiro
Válber
Víctor
Virgílio
Vítor
Vizolli
Waldir Peres
Zarzur
Zé Carlos
Zé Sérgio
Zetti
Zezé Procópio
Zizinho

Os torcedores terão livre acesso para visitar o local.

 

Paulo Pontes

17 comentários em “Com presença de homegeados, São Paulo lança Caminho dos Ídolos

  1. Belíssima homenagem, mas discordo de Alguns Nomes como Kaka o que ele ganhou de relevância com o Manto sacrossanto, um Mísero Rio SP e um super paulistinha, nesse caso então em importância a Sulamericama do Lucas Moura é muito mais relevante e ele não esta na relação de homenageados, e Sr Waldir Albieri concordo com o Sr teria que ter também os nomes de técnicos que ajudaram a fazer a grandeza do SP dentro de campo e alem dos citados pelo senhor acrescentaria Rubens Francisco Minelli, Otácilio Pires de Camargo (Cilinho), Paulo Autuori e outros merecedore dessa justa homenagem

  2. Pensei em um nome aqui, não chegou a ser notado no São Paulo, mas seria uma homenagem póstuma bacana a um jogador que infelizmente teve sua vida ceifada no trágico acidente de avião da Chapecoense. Quem sabe em uma outra oportunidade possam homenagear a memória do Caramelo.
    Não sei porque mas eu sempre achei que esse cara ainda ia jogar muito.

  3. Além dos que já foram citados acima, eu não entendo quais podem ser os critérios para selecionar Vizzoli e Alexandre Bueno enquanto ficaram de fora atletas como Marinho Chagas, Getúlio, Dodô, Paulo Cesar, Sergio Valentim só para citar alguns que vieram na memória.

  4. Acho que o problema de alguns nomes foi o critério “campeão do mundo”.
    Até acho válido, mas não precisava colocar todos.
    Vários nomes me incomodaram, coloco apenas 2 deles: o lateral esquerdo André e o galinha Palhinha. Este último em especial, jamais poderia pisar novamente no Morumbi.

  5. Não sei se o Zé Carlos é o lateral direito que imitava o galo, mas se for colocar ele e não colocar o lateral esquerdo Serginho que jogou no Milan é muito estranho e incoerente. Serginho jogou muito no tricolor. Deveria estar. Até o Ed Carlos está.

    • Alexandre Jose,
      O José Carlos, em questão, é o José Carlos Serrão que jogou na década de 70 e, posteriormente, foi virou técnico de futebol.
      O Ed Carlos está, pois fez parte do time que conquistou a Libertadores e o Mundial em 2005.
      Os critérios são apenas de quem jogou melhor, mas daqueles que foram vitoriosos no Clube e este não é o caso do Serginho.

  6. Boa noite tricolores!!
    Infelizmente, 99 posições é muito pouco para homenagear os grandes nomes, que representaram o nosso tricolor, sempre sentiremos falta de alguém, o que vale é a história.

    • Sim, mas houve um critério, que temos que respeitar. No entanto, os organizadores estão aceitando sugestões e críticas. Vou levar a eles. Aliás, nem precisa, porque todos acessam o Tricolornaweb e vão ver as sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*