Com objetivos parecidos, São Paulo e Botafogo medem forças no Morumbi

Com objetivos semelhantes, São Paulo e Botafogo medem forças nesta quinta-feira, às 21h, no Morumbi, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na quinta posição, o Tricolor paulista tenta se aproximar do G4 e também não se desgarrar dos líderes. Já o Botafogo, com bom retrospecto fora de casa, chega desfalcado ao duelo.

Almejando uma vaga na próxima Copa Libertadores, o São Paulo terá a oportunidade de chegar à sua primeira sequência de três vitórias consecutivas nesta edição do Brasileiro. Analisando o adversário, o técnico Ney Franco acredita que a qualidade do elenco botafoguense proporcionará um jogo complicado. O treinador ainda ressaltou a importância de não se descuidar com o meia Seedorf.

– Minha tranquilidade para o jogo contra o Botafogo é a mesma como com o Corinthians. Toda rodada encontramos jogos difíceis. A tranquilidade é uma característica minha, mas não pode virar conforto. Passamos o material do Botafogo, lá tem jogadores de qualidade, começando pelo goleiro, passando pela defesa e chegando ao Seedorf, que merece uma atenção especial. Márcio (Azevedo, o lateral) requer cuidado, porque apoia bem e, em cima disso, vamos encarar o Bota como um todo – declarou Ney, em entrevista coletiva no CT da Barra Funda.

O Tricolor terá o retorno de Cortez, ex-jogador do Fogão, ao time. O atleta havia ficado fora do último jogo devido ao terceiro cartão amarelo. Com isso, o treinador manterá o esquema 4-4-2, sacando o zagueiro Paulo Miranda do time. O camisa 13 do Tricolor teve boas atuações, mas será opção. A grande preocupação para a partida é o excesso de jogadores pendurados. O time tem dez atletas pendurados (Denilson, Douglas, Jadson, João Filipe, Lucas, Luis Fabiano, Maicon, Osvaldo, Paulo Miranda e Rodrigo Caio). O duelo interessante ocorre entre Seedorf e Denilson. Em 2008, quando atuava pelo Arsenal, o volante eliminou o Milan, do holandês, nas oitavas de final da Uefa Champions League. Nesta quinta, o camisa 15 quer repetir o feito.

Rogério Ceni, que fez treinamentos à parte ao longo da semana e saiu mais cedo do treino desta quarta-feira, não deve ser problema para a partida. O artilheiro do Brasileiro com nove gols, Luis Fabiano, está confirmado.

UM NOVO COMEÇO

O segundo turno tem ares de recomeço para o Botafogo. Depois de desperdiçar várias oportunidades de chegar ao menos perto do G4 do Brasileirão, o Alvinegro vê o jogo contra o São Paulo como o começo de uma arrancada. Apegado aos bons resultados fora de casa, o time espera repetir o resultado da estreia no Brasileiro, quando venceu por 4 a 2.

– A nossa marcação precisa começar na frente. Se Deus quiser, vamos fazer um bom returno. Temos treinado bastante, o Oswaldo (de Oliveira, técnico) tem conversado muito conosco e, se fizermos o que treinamos, vamos nos sair bem – disse o atacante Elkeson.

Para o jogo desta quinta-feira, o Fogão terá desfalques importantes. O maior deles é o meia Andrezinho, artilheiro do time no campeonato, com sete gols. Com uma lesão na coxa, ele deve voltar apenas no jogo contra o Corinthians, no próximo dia 23. Os meias Fellype Gabriel e Vitor Júnior, além do zagueiro Antônio Carlos, também desfalcam o Glorioso.

Na lateral direita, Lennon volta a ganhar uma oportunidade no lugar de Lucas, suspenso pelo cartão amarelo. Já na zaga, quem continua sendo titular é Brinner, que sentiu dores após o empate com o Flamengo, no fim de semana, mas não preocupa e irá começar a partida.

Outra novidade é o garoto Cidinho, que será titular com a lesão de Andrezinho. O jogador, de 19 anos, volta à posição e deverá formar o meio campo com Lodeiro e Seedorf.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X BOTAFOGO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 30/8/2012 – 21h
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabio Pereira (TO)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção, Denilson, Maicon e Jadson; Lucas e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

BOTAFOGO: Jefferson; Lennon, Brinner, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Amaral, Renato, Lodeiro, Seedorf e Cidinho; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*