Com mudanças e reformas incompletas, Morumbi é trunfo para o Tricolor

O São Paulo tem o Morumbi como trunfo para tentar a difícil classificação à próxima fase da Pré-Libertadores. Após perder por 2 a 0 para o Talleres na Argentina, o Tricolor voltará a jogar em sua casa depois de atuar no Pacaembu neste início de ano. Passando por reformas que atenderão às exigências da Conmebol para a Copa América, o estádio tricolor surge como esperança de dias melhoras à equipe comandada pelo técnico André Jardine.

A última vez que o São Paulo jogou no Morumbi foi em novembro do ano passado, no empate em 0 a 0 com o Sport, pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, muita coisa mudou no estádio do clube, que entre junho e julho será uma das sedes da Copa América e, inclusive, receberá a cerimônia de abertura da competição.

Para atender a todas as exigências da Conmebol, 1300m³ foram escavados para a construção de um novo túnel de acesso ao gramado. A partir do fim de março, prazo para a conclusão da obra, as duas equipes entrarão em campo lado a lado, algo protocolar em torneios internacionais.

Outra novidade são os vestiários, que não só foram reformados, mas também ampliados. Eles passaram de 110m² para 200m² e estarão prontos até a próxima quarta-feira, dia em que o São Paulo decide seu futuro na Copa Libertadores. Esse aumento de tamanho na área em que os jogadores se trocam fez com que parte do fosso que separa a arquibancada do gramado fosse preenchido.

Ainda em relação à parte interna do estádio, o São Paulo também passará a contar com novas salas para as comissões técnicas e vestiários masculino e feminino para a arbitragem. Antes, as mulheres escaladas para apitar jogos no Morumbi não tinham um espaço exclusivo.

Nos próximos meses, o estádio do Morumbi também terá mudanças mais vistosas para o público. Dois modernos telões foram importados e no fim de abril serão instalados no topo das arquibancadas azul e vermelha. Já os placares voltarão a figurar atrás dos gols, como antigamente.

Outra mudança acontecerá na iluminação do Morumbi. Os holofotes, que hoje contam com 288 lâmpadas, passarão, ao fim de março, a ter 448 novas, da Philips, e que serão responsáveis por uma economia de energia para o clube. Além disso, elas atenderão às exigências de iluminação da Fifa e CBF. As antigas serão repassadas ao estádio de Cotia, que poderá receber jogos noturnos, e ao clube social.

Resta saber se o time de André Jardine irá manter a força que o São Paulo tradicionalmente tem na Libertadores quando joga em casa. Ao todo, o clube disputou 83 partidas no Morumbi pelo torneio continental, somando 64 vitórias, dez empates e somente nove derrotas.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Com mudanças e reformas incompletas, Morumbi é trunfo para o Tricolor

  1. Você é o mesmo que prega que abandonemos o clube no jogo de quarta, é o típico torcedor que só vai na boa. Deve ter começado a torcer pelo SPFC depois dele ter ganhado os títulos sul-americanos e mundiais, se não evitaria de falar tanta besteira. Só pra saber, na minha família já somos a quarta geração de são-paulinos e não por causa de fases ruins que o clube passou que viramos casaca ou abandonamos a nossa paixão e respeito pelo clube.

  2. Trunfo de que cara pálida??????

    Time está virando uma Portuguesa, Vasco, Botafogo RG….

    Essa instituição outrora poderosa que impunha medo em qualquer time do mundo, hoje não passa de uma falida nesse quesito….

    Acordem enquanto é tempo e expulsem essa corja de canalhas que se apoderaram do clube!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*