Com elenco em Cotia, renegados treinam no CT da Barra Funda

Enquanto todo o elenco são-paulino se reapresentou nesta segunda-feira, no CT Laudo Natel, em Cotia, três dos sete atletas que foram afastados pela diretoria após a eliminação da equipe na Taça Libertadores da América reiniciaram a rotina de trabalhos no CT da Barra Funda. O lateral-esquerdo Bruno Cortez, o volante Fabrício e o atacante Wallyson ainda não têm seus futuros definidos.

A situação do primeiro, contratado no início do ano passado por R$ 7 milhões é a que está mais perto de ser definida. Segundo seu empresário, Eduardo Uram, existe uma negociação encaminhada com o exterior e tudo será definido nos próximos dias.

– Eu não posso me manifestar porque as coisas ainda não estão definidas. É melhor você buscar informação com a diretoria do São Paulo. Estamos perto do desfecho – afirmou o empresário.

Já Fabrício recebeu propostas do Figueirense e Portuguesa, mas não houve acerto salarial com as duas equipes. Após discutir com o técnico Ney Franco, o atleta foi colocado na geladeira pelo treinador. A única chance de ele voltar ao clube ainda nesta temporada é se o treinador for demitido.

Wallyson tem proposta do Bahia. O atacante, que chegou no início, se tornou um grande decepção. Tanto que foi afastado mesmo disputando poucas partidas. O atleta tem vínculo com a equipe do Morumbi até o dia 31 de dezembro.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.