Com dois gols nos últimos cinco jogos, São Paulo procura solução no ataque

A derrota para o Corinthians, no último domingo, foi o terceiro jogo consecutivo em que o São Paulo não balançou a rede do adversário. O último gol marcado pelo Tricolor foi de Hernanes, há duas semanas, diante do Fortaleza. O ataque “zerado” deixa a desejar justamente no momento em que é preciso anotar tentos para reverter a vantagem do Bahia na Copa do Brasil, caso não encontre uma solução para quebrar esse jejum, a eliminação será encaminhada.

Nesta quarta-feira, na Fonte Nova, os são-paulinos precisam vencer por dois ou mais gols para conseguir a vaga direta para as quartas de final, porém um triunfo por um tento de diferença ainda leva a decisão para os pênaltis. O problema é que está difícil até para balançar a rede uma vez, a segunda parece ser uma missão ainda mais ingrata. E Cuca admite estar buscando soluções para afastar essa fase desagradável do ataque tricolor.

– A gente tem mudado alguma coisa mais em cima da necessidade. Tem se mudado pouco. Mudam-se algumas peças por desgaste, o que é natural. A gente tem que deixar uma sequência para que se tenha um conjunto, mas é preciso fazer um grande jogo. Esse é o time, e a gente está buscando. Vamos buscar quarta-feira esse grande jogo – comentou o comandante em entrevista coletiva após o Majestoso na Arena do rival.

Cuca apontou as tentativas de mudança durante o clássico do último domingo e que não deram certo. Além disso admitiu que o jogo desta quarta-feira exigirá esforços para que o cenário seja revertido e a classificação alcançada.

– Tentamos de uma forma, de outra, e não foi suficiente para fazermos o gol. A gente está com dificuldade em fazer gol. Tentamos com Pato na ponta, não aconteceu muita coisa. Tentamos com o Hernanes, depois com o Igor Gomes. Depois com o Hudson por fora. A gente tem que se mobilizar para quarta-feira fazer uma grande partida. Cabe a mim saber o que precisa fazer de diferente para poder ganhar o jogo – concluiu.

Alexandre Pato e Toró foram os últimos atacantes a marcarem gol pelo Tricolor, no dia 1º de maio, contra o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá a equipe fez cinco partidas e anotou apenas dois tentos: um de Tchê Tchê, no empate em 1 a 1 com o Flamengo, no Morumbi, e outro de Hernanes, na vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, fora de casa, ou seja, o São Paulo balançou a rede apenas duas vezes nos últimos cinco duelos disputados.

Até enfrentar o Bahia, às 21h30, na Fonte Nova, nesta quarta-feira, Cuca terá dois treinamentos (nesta segunda e nesta terça-feira) para encontrar alguma solução para o ataque são-paulino funcionar. Se passar mais uma partida em branco, sabe que voltará para casa com uma eliminação na bagagem.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “Com dois gols nos últimos cinco jogos, São Paulo procura solução no ataque

  1. Esse não é o São Paulo que me dava orgulho o tempo todo, hoje já não tenho mais argumento para discutir com galinha e porco! Não melhora nunca!

  2. O time continua com medo de chutar a gol de fora da área. Será que treinam para isso? A bola roda de um lado para o outro do ataque, roda, roda… roda e ninguém chuta a gol. Parece que estão exaltando aquela máxima do Parreira…” o gol é apenas um detalhe”! E que detalhe…!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.