Com desempenho baixo, Bauza não se sente ameaçado no Tricolor

O técnico Edgardo Bauza assumiu o São Paulo no final do ano passado, quando o clube ainda sentia as consequências de uma crise política que culminou na renúncia do ex-presidente Carlos Miguel Aidar. Mas que, apesar disso, conquistara uma vaga na Copa Libertadores da América, embora tenha realizado uma campanha irregular no torneio nacional.

Sem o favoritismo dos rivais Palmeiras e Corinthians, o Tricolor foi o único brasileiro a se classificar às semifinais da competição continental, da qual foi eliminado pelo forte Atlético Nacional-COL, na última quarta-feira. No entanto, o aproveitamento do treinador argentino à frente do São Paulo não é dos melhores, considerando todos os 44 jogos oficiais disputados pelo time até então no ano.

Ao todo o Patón acumula 17 vitórias, 11 empates e 16 derrotas. Portanto, registra um aproveitamento de apenas 47% ou 62 dos 132 pontos disputados. Nos jogos em que seu time atuou como mandante, essa porcentagem sobe para 69,7%. Entretanto, esse número cai consideravelmente nas ocasiões em que a equipe atuou longe do Morumbi: 24,2%.

Os números, porém, não assustam Bauza, que não sente o cargo de técnico ameaçado. Segundo o treinador de 58 anos, a diretoria são-paulina está trabalhando para suprir as saídas de Jonathan Calleri e Alan Kardec, sem contar a de Paulo Henrique Ganso, que está bem perto de acertar com o Sevilla, da Espanha. Já o zagueiro Rodrigo Caio tem o interesse explícito da italiana Lazio.

“O dia em que o presidente e a diretoria pensarem que não posso ser útil, eu vou para minha casa e nada mais. Eu trabalho para o melhor da equipe e só essa é a minha ideia. Chegaram seis ou sete ofertas por atletas nossos. Estamos conversando com a diretoria para irmos solucionando os problemas e melhorar o plantel de atletas. Eu trabalho como no primeiro dia em que estive aqui, com a mesma convicção, a cada dia de treinamento”, avisou o comandante.

Eliminado nas quartas do Campeonato Paulista e nas semifinais da Copa Libertadores, o São Paulo agora volta suas atenções para o Brasileiro e Copa do Brasil. No torneio de pontos corridos, o Tricolor ocupa a oitava colocação com 21 pontos, apenas dois a menos que o Santos, primeira equipe dentro do G4. Já na competição de mata-mata, o time do Morumbi fará sua estreia já nas oitavas de final, ainda sem datas definidas.

O próximo compromisso do time comandado por Bauza será o Corinthians, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), em Itaquera, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim como todos os são-paulinos, o argentino não tem boas lembranças da arena corintiana, onde o Tricolor acumula quatro derrotas em quatro jogos. Lá, o Patón viu o Tricolor perder por 2 a 0, no dia 14 de fevereiro, pelo Estadual.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.