Com a cabeça boa, Breno ganha confiança e vira titular no São Paulo

Aos 27 anos, Breno saiu do São Paulo muito cedo como promessa de ser um dos melhores zagueiros do mundo. Na Alemanha, o jogador viveu tempos difíceis, teve problemas com álcool e acabou ficando recluso por quatro anos depois de ter incendiado a própria casa. Na volta ao clube que o formou, Breno teve de ter paciência e perseverança ao saber que passaria por uma cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado do joelho direito. Agora, totalmente recuperado e pronto para voltar aos gramados, o jogador não quer saber de lamentações e só pensa em recomeçar.

“Para mim, o ano passado foi bem difícil. Eu tinha acabado de fazer uma cirurgia de menisco. Comecei a jogar, foram dois jogos, alguns amistosos e, logo na sequencia não conseguia mais. Meu joelho inchava por causa do enxerto de cadáver que coloquei nos Estados Unidos. Meu joelho estava rejeitando. Depois recebi a notícia que teria de operar”, relembrou neste sábado, em entrevista coletiva na Academia IMG, onde o São Paulo faz sua pré-temporada.

Breno jogou apenas três partidas em 2016 e não entra em campo a cerca de sete meses (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Breno jogou apenas três partidas em 2016 e não entra em campo a cerca de sete meses (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

“Por um lado fiquei triste, porque ficaria um tempo parado, e por outro lado feliz, porque aquilo era para eu voltar sem dor, sem inchaço, sem nada. Foi muito difícil. Foram sete meses de manhã e à tarde no Reffis, trabalhando duro, para que hoje eu possa estar na pré-temporada com o time, fazendo tudo. Eu estou bem psicologicamente, treinando, trabalhando forte. A cada treino procuro me concentrar ao máximo para fazer meu melhor”, explicou.

Neste sábado, Rogério Ceni fez mais um treino tático antes da estreia na Copa Flórida, marcada para o dia 19, frente ao vencedor de Millonarios-CO e River Plate-ARG, e voltou a escalar Breno na linha de três zagueiros, ao lado de Maicon e Rodrigo Caio. Tudo indica que o ‘Monstro’, apelido que recebeu durante seu auge por causa de sua força física mesmo quando jovem, deve ser titular da equipe pelo menos nesse início de ano. Uma vitória para um jogador que já levantava suspeita de muitas pessoas se conseguiria até mesmo dar sequência à carreira.

E apesar de todos os contratempos na Europa, Breno trabalhou em uma das maiores instituições do mundo, o Bayern de Munique. Sua experiência nos treinos também serviu para traçar um paralelo com a nova metodologia adotada por Rogério Ceni e para fazer com que seja mais fácil entender o que o ex-goleiro quer do time em campo.

“No Brasil, não sei nos outros clubes, mas antigamente era muito físico, muito de correr sem bola. Lá na Europa todo físico é com bola, joguinho curto, mas intensivo. É o que o Rogério está trazendo pra gente, treino intensivo, de posse de bola, rápido. Ele está trazendo muito desse conceito europeu para a gente”, concluiu Breno, talvez o atleta mais empolgado com a temporada de 2017 do São Paulo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Com a cabeça boa, Breno ganha confiança e vira titular no São Paulo

  1. Vai lá monstro!!!
    Esse é seu ano e o ano do tricolor.
    Tenho certeza de que vamos ganhar um titulo esse ano, a tempos não via essa vontade no grupo de jogadores do São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*