Clima de revolta com a arbitragem marca volta do São Paulo para casa

A delegação do São Paulo desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na manhã desta quinta-feira, ainda abalada e revoltada pelas circunstâncias de sua saída na Libertadores, após nova derrota para o Atlético Nacional, desta vez por 2 a 1, em Medellín, na Colômbia. Cerca de 30 torcedores foram ao aeroporto para receber o time e passar apoio aos jogadores – inclusive o argentino Calleri, que confirmou sua despedida do clube.

O clima era de revolta. Depois de ter tido Maicon expulso no jogo de ida (quando a partida ainda estava em 0 a 0 – terminou 2 a 0), os são-paulinos reclamaram muito da arbitragem do chileno Patricio Polic, que não marcou um pênalti em Hudson no fim do primeiro tempo e depois ainda expulsou Lugano e Wesley no segundo, por reclamação decorrente de um penal assinalado para o Atlético Nacional. Desde o início da Libertadores, aliás, o São Paulo vinha se sentindo prejudicado pela arbitragem.

– Infelizmente, fomos prejudicados. Acredito que se não tivesse uma grande influência da arbitragem, a gente poderia ter saído com a classificação – afirmou Rodrigo Caio.

– Ficaram muito nítidas as coisas que aconteceram. Fica difícil com jogadores a menos lutar por alguma coisa. Foi difícil. Se acontecem algumas marcações em determinados momentos da partida, o resultado poderia ser outro – disse Alan Kardec

– É lógico que o resultado poderia ter sido outro, mas agora é olhar pra frente. Agora é muito simples falar, mas já passou, não vamos ficar jogando culpa em ninguém – completou.

– Vamos erguer a cabeça e seguir em frente – disse Wesley, um dos mais revoltados com a arbitragem (ele foi expulso por reclamação).

O São Paulo agora volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, o time do técnico Edgardo Bauza enfrenta o Corinthians, em Itaquera, onde tem retrospecto ruim. Calleri é desfalque certo.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Clima de revolta com a arbitragem marca volta do São Paulo para casa

  1. Revoltados estamos nos torcedores que passamos vergonha e etc, time sem vergonha na cara, vamos dar um desconto pq os 2 juizes que apitaram nos 2 jogos nao prestavam, mas é imperdoavel nao ter feito a licao de casa, ja imaginaram se tivessem ganho somente de 1×0 hj estariamos na final com os 2×1 e nao teria importado juiz nenhum e como escreveram tem que punir Maicon e Lugano alias o Lugano poderia ir embora nao fara falta nenhuma esta mais ruim que qualquer outro jogador do sao paulo, esse negocio de Dios ja era a realidade é outro.

  2. Eu não me lembro mais quando foi a última partida em que o SPFC terminou um jogo com 11 em campo! É preciso multar quem for expulso e tomar medidas mais radicais, como retirar o time de campo quando for injustiçado pelos árbitros, assim eles passarão a nos respeitar e a nos temer ainda mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.