Clássico pode ser a oportunidade de ouro para Jean se firmar no Tricolor

Contratado pelo São Paulo no início desta temporada para ser o titular absoluto da posição, o goleiro Jean não conseguiu corresponder as expectativas em seu primeiro ano no Tricolor. Reserva durante a maior parte do ano, o camisa 1 ganhou uma nova chance nesta reta final do Brasileirão para mostrar seu valor. Neste sábado, às 17h, o goleiro será o titular no clássico com o Corinthians, em Itaquera. O objetivo é afastar a desconfiança.

Destaque no Bahia na última edição do Campeonato Brasileiro, Jean chegou ao clube do Morumbi com o status de jovem revelação do futebol brasileiro. Assim que chegou, o goleiro ficou no banco de reservas e viu Sidão, mesmo contestado assumir a posição com Dorival Júnior. Depois da chegada de Diego Aguirre, Jean ganhou algumas oportunidades, mas seguidas falhas o mandaram de volta para a condição de suplente.

A má fase de Sidão permaneceu e, no meio da temporada, a comissão técnica optou por criar um rodízio. Desta forma, Jean ganhou duas oportunidades na Copa Sul-Americana. Na Argentina, contra o Colón, o goleiro deixou o campo do Cemitério de Elefantes – estádio do clube argentino – sem tomar nem um gol sequer,mas não conseguiu evitar a eliminação tricolor na cobrança das penalidades. No retorno ao Brasil deu a entender que era o substituto de Rogério Ceni e a fala não foi bem vista no clube.

– Obrigado pela força e obrigado pelas críticas também! Sei que substituir o Mito é uma tarefa difícil, mas podem ter certeza que sempre darei meu máximo para conquistarmos muitos títulos e dar muita alegria pra vocês torcedores – publicou, na época, o jogador em seu Instagram.

Agora, depois de muitos mais baixos do que altos no São Paulo, Jean tenta, mais uma vez, provar seu valor perante seus companheiros de trabalho e, principalmente, à diretoria. O goleiro está ciente de que o Tricolor está atrás de um novo nome para a posição em 2019. Por isto e também pela situação da equipe na tabela do Campeonato Brasileiro, uma boa atuação contra o Corinthians, neste sábado, teria um peso de ouro para o camisa 1 se firmar nesta reta final de temporada.

Na visão de Zetti, um dos maiores goleiros da história do São Paulo, assumir a posição na meta tricolor continuará sendo uma tarefa complicada para quem quer quer seja. A receita, segundo o campeão mundial em 1992 e 1993, é manter a calma e trabalhar duro para conquistar títulos com a camisa tricolor.

– Qualquer goleiro que entre na meta do São Paulo hoje vai ter dificuldade, vai ter pressão porque vai substituir um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, que é o Rogério Ceni, e isso sem falar nas outras gerações. Com certeza, vai ter que trabalhar muito. Os goleiros vão construir suas próprias histórias. Tem que fazer boas defesas e conquistar títulos – explicou o campeão mundial.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*