Chegada de Ceni pode fazer Rodrigo Caio considerar permanência no SP

Rodrigo Caio ainda não definiu qual será o seu futuro. O zagueiro quer um tempo para decidir sua permanência no São Paulo e a figura de Rogério Ceni no comando técnico do Tricolor será importante no veredito.

“Não tem como a gente prever o futuro. Se for pra sair, saio feliz. Se ficar, fico feliz. Agora só quero aproveitar o fim de ano com a família. Com certeza (pesa uma possível permanência pelo fato de Ceni ser técnico). Rogério é um ídolo e uma pessoa que me ensinou muito, e certamente vai ensinar ainda”, falou o beque após a goleada do São Paulo por 5 a 0 sobre o Santa Cruz.

A ideia do São Paulo é aumentar o salário do defensor, subir o valor da multa rescisória e ampliar o vínculo de outubro de 2018 para junho de 2019.

Mesmo sendo uma das referências do elenco, o defensor recebe um salário muito mais baixo do que o de outros companheiros. Na negociação, os representantes esperam que o clube suba a oferta para mais próximo do teto salarial, de R$ 350 mil.

Por outro lado, o jogador já deixou claro que tem a intenção de jogar um dia em um grande clube da Europa e esta pode ser uma boa possibilidade de o São Paulo reforçar o seu caixa.

2 comentários em “Chegada de Ceni pode fazer Rodrigo Caio considerar permanência no SP

  1. Engraçado esse mundo do futebol! Existe um teto salarial no clube que, para todos inteligentes que acompanham, deveria ser recebido pelo – ou pelos – melhor jogador do elenco. Quais são os melhores jogadores do elenco: Migué Bastos, Wesley e Cia, ou o Rodrigo Caio? Se o garoto vem de uma conquista de ouro olímpico, que era inédito, até então, no Brasil, onde foi titular absoluto da melhor defesa do campeonato; se o jogador tem sido convocado para a seleção principal do Brasil; se ele tem sido titular absoluto do time com todos os técnicos que por lá passaram, por que não pagar esse teto para ele e continuar pagando para os citados acima? A diretoria deveria ser mais coerente na administração de sua folha salarial – a tal da meritocracia – e fechar de vez um novo contrato com o Rodrigo, para lhe dar segurança e para mostrar ao mundo que, se alguém quiser contar com ele em seu elenco, deverá desembolsar o que o clube pedir…

  2. Quem o São Paulo está contratando para substituí-lo caso vá para o exterior? Ou vão fazer como no caso do Ganso, cuja venda foi vista como uma situação inesperada? Quem está correndo atrás de grana para as contratações?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*