Chegada de Calleri não traz pressão a Alan Kardec: “Me sinto confiante”

Após dez meses, Alan Kardec e a Taça Libertadores da América voltarão a se encontrar nesta quarta-feira, dia em que o São Paulo enfrenta o César Vallejo, pela jogo de ida da primeira fase da competição continental. A última recordação do atacante não é nada boa, já que foi na partida contra o San Lorenzo, disputada no dia 1º de abril do ano passado, que ele sofreu a lesão mais séria de sua carreira.

Uma ruptura de ligamento cruzado do joelho direito deixou o atleta seis meses longe dos gramados. Agora ele quer voltar em grande estilo e, com gols, ajudar o São Paulo a garantir sua classificação no torneio.

– Espero que mais uma vez possa fazer o meu melhor para dar um bom início na Libertadores. Temos um jogo de 180 minutos pela frente e vamos em busca do nosso objetivo que é a classificação. Nem gosto de falar muito da lesão, isso ficou para trás, é passado. Sei da importância para a equipe e agora temos a obrigação de entrar e mostrar o melhor – afirmou.

No ano passado, Kardec sofreu com a lesão e com a presença de Luis Fabiano, que foi titular na maior parte do tempo. O Fabuloso saiu, mas o camisa 14 ganhou a concorrência de dois atacantes que foram contratados recentemente: Calleri e Kieza. O jogador mostra personalidade e deixa claro: está preparado para buscar seu espaço na equipe titular.

Alan Kardec São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)Kardec diz não se incomodar com concorrência (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

– A pressão que existe não é nada fora do comum, até porque já pude atuar com Luis Fabiano no São Paulo. Em outros momentos, joguei com Romário e com Edmundo. O Calleri é um jovem atacante. Nunca acompanhei um jogo do campeonato argentino e, por isso, não posso falar da questão individual. Me sinto bem, confiante. Sem dúvida, quero jogar. Desde que me recuperei da lesão, botei na cabeça que 2016 poderia ser o meu ano, junto com os meus companheiros. Não existe a pressão de um companheiro e sim de vestir a camisa de um clube como o São Paulo – ressaltou o atacante.

No jogo-treino diante do Juventus, Alan Kardecdeixou sua marca e, de pênalti, fez um dos gols da vitória por 2 a 0. Agora, diante do Cesar Vallejo, ele espera balançar a rede pela primeira vez em um jogo oficial na temporada.

– O momento é especial porque se trata de uma grande competição, sem dúvida a mais importante do continente. Espero poder ajudar meus companheiros. Hoje, estamos melhores do que estávamos contra o RB Brasil, e a tendência é continuar crescendo. Sofremos bastante no ano passado para estar na Libertadores e agora vamos trabalhar para buscar essa classificação – finalizou o jogador.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Chegada de Calleri não traz pressão a Alan Kardec: “Me sinto confiante”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*