Ceni revela apoio constante para não deixar Luis Fabiano para baixo

Dos 51 jogos do São Paulo na temporada, Luis Fabiano disputou só 27. Mas fez 22 gols. Pela importância do atacante ao time, comprovada mais uma vez no clássico de domingo contra o Corinthians, Rogério Ceni procura conversar constantemente com o camisa 9, a fim de que ele não se entregue diante das lesões.

“Falei a ele que, se tivesse pênalti (contra o Corinthians), para ir ele. ‘Vai lá, capricha’. A gente tenta dar força, porque, às vezes, o lado psicológico é fundamental. Ele vinha de muito tempo parado”, comentou o goleiro.

Luis Fabiano havia sido desfalque nas seis partidas anteriores do time, cinco pelo Campeonato Brasileiro e uma pela Copa Sul-americana, por causa de estiramento na coxa esquerda. De volta à equipe, comandou a virada por 2 a 1 ao fazer os dois gols do São Paulo, um em cada tempo.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Atacante fez os dois gols no clássico no Pacaembu

Para Rogério Ceni, só mais uma prova de sua qualidade. “Ele é fazedor de gol, artilheiro. Preocupa o adversário, finaliza muito bem. Ficou algumas vezes em condição de impedimento durante o jogo, mas, depois, em duas jogadas, fez os gols”, elogiou o camisa 1, vazado pelo corintiano Emerson, na primeira etapa.

 

Apesar do apoio constante, o capitão são-paulina também lembra que uma sequência de partidas depende de aplicação de Luis Fabiano. “Tem que se condicionar, estava voltando hoje (domingo). Ele tem que trabalhar a parte física, porque isso vai beneficiar muito ele no sentindo de gols e frequência em campo”, receitou.

Apesar de liberação da preparação física para que o técnico Ney Franco o usasse em tempo integral no clássico, o jogador, cansado, pediu para sair no final do segundo tempo. Mas jogou por bastante tempo, tendo saído – muito ovacionado pelos torcedores – apenas nos acréscimos, para a entrada de Casemiro.

“Infelizmente, ele tem jogado pouco na competição. Quando joga, faz o dever dele. Se tivesse jogado todos os jogos, estaria lutando pela artilharia, e nós estaríamos em uma situação melhor em termos de pontuação”, avaliou o treinador, que conta com o goleador no duelo de quinta-feira, contra o Botafogo, pelo início do segundo turno.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*