À caça do G-4, Ney aceita “ano ganho” com vaga para Libertadores

 

Logo em sua apresentação no São Paulo, Ney Franco pediu para ser cobrado por títulos. Mais de um mês depois, o treinador já não tem tanta certeza de até onde a equipe vai chegar na temporada. Mesmo contente pela vitória sobre o Corinthians, ele reconheceu que terminar o ano classificado para a Libertadores pode servir.

“O São Paulo tem responsabilidade de ganhar títulos. Já se passaram duas das quatro competições, e ele ainda não ganhou. Se fechar a temporada conseguindo a vaga, que é sonho de todos os clubes brasileiros, dá para dizer, entre aspas, que o ano está ganho, pela circunstância que nos encontramos”, disse.

O time tricolor se encontra em quinto lugar no Campeonato Brasileiro, quatro pontos abaixo da zona que garante vaga na Libertadores e 12 abaixo do ponteiro Atlético-MG. Na Copa Sul-americana, torneio mata-mata, avançou na semana passada às oitavas de final.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Treinador tem dois campeonatos em disputa ainda

Diante da circunstância, o comandante reconhece que o título nacional é improvável, restando sonhar com o troféu continental. “Uma competição é mais curta. Na outra, vai depender de um desempenho extraordinário nosso e de tropeço dos que estão na frente”, justificou. 

Como a Sul-americana só volta a ser o foco no fim de setembro, o São Paulo se concentra em arrancar definitivamente no Brasileiro. Na quinta-feira, a equipe enfrenta o Botafogo, no Engenhão, em duelo válido pela primeira rodada do segundo turno da competição.

“É muito difícil pensar em classificação para a Libertadores tendo abaixo de 30 pontos na virada do turno. Chegamos a 31, passamos a barreira dos 30. A gente ganha confiança, começa a acreditar e traz esse espírito vencedor para o campo”, analisou o goleiro e capitão Rogério Ceni.

 

 Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*