Ceni: ‘Minha experiência serve para algumas coisas. A camisa do São Paulo para todo o resto’

A delegação são-paulina chegou ao Aeroporto de Cumbica por volta das 7h30 desta terça-feira para embarcar rumo ao Chile, onde enfrentará La U, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em Santiago.

E assim que Rogério Ceni desceu do ônibus, praticamente todas as câmeras, microfones e gravadores já foram direcionados ao capitão são-paulino. Perguntado sobre o peso que sua experiência internacional pode ter sobre os mais jovens do grupo, o goleiro de 39 anos preferiu reduzir sua importância e colocou o próprio São Paulo à frente como principal fator de influência perante os atletas.

– Olha, minha experiência serve para algumas coisas. A camisa do São Paulo serve para todo o resto e os meninos vão amadurecendo dentro da competição. Já tiveram um adversário não tão conhecido (LDU de Loja (ECU)), mas um adversário sul-americano, para se acostumar com um estilo de jogo sul-americano, que é diferente do nosso, com a arbitragem principalmente. Esse time vai amadurecendo ao longo dos jogos para, quem sabe, ir se preparando para uma possível participação na Libertadores do ano que vem – disse o goleiro.

Sobre o adversário desta quarta, Ceni elogiou o que viu da Universidad de Chile, mas deixou para analisar melhor a equipe chilena após o confronto de ida, que terá como palco o Estadio Nacional.

– É um time que parece ser tecnicamente muito bom, toca bem a bola, tem muita força de marcação, jogadores combativos, principalmente na frente. Vamos descobrir exatamente como é enfrentá-los nesse meio de semana e na próxima – concluiu o ídolo tricolor.
Fonte: Lance – Foto: Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*