Ceni lamenta “único erro” e espera Morumbi com 60 mil pessoas

O São Paulo foi derrotado nesta quarta-feira pelo Atlético Nacional, mas segue vivo na disputa por uma vaga na final da Copa Sul-americana. É no que acredita Rogério Ceni, que fez defesas importantes em Medellín, mas falhou no único gol marcado pela equipe colombiana.

Aos 34 minutos, depois de um desvio de cabeça em lançamento vindo do meio-campo, o goleiro hesitou em deixar a meta para fazer a cobertura de Edson Silva. Como o zagueiro também não foi na bola, ele então decidiu tardiamente ir para cima de Ruíz e acabou sendo encoberto.

“Foi uma pena. Achei que o Edson ia, eu segurei. Ele achou que eu ia. Foi o único erro que a gente cometeu. De resto, defensivamente, foi um jogo em que todo o mundo trabalhou bem”, disse o jogador de 41 anos, em entrevista à Fox Sports, antes de enaltecer a entrega dos jogadores de linha ao longo do revés por 1 a 0.

“Nosso time se entregou muito de corpo, alma e coração. Tivemos muito coração. Para chegar até hoje, a equipe deixou o coração todo no campo. Eu só tenho a agradecer os jogadores por toda a dedicação. O que vai fazer diferença agora, além da equipe, é o Morumbi. Tenho certeza de que vão fazer uma festa muito grande lá”, comentou.

AFP

Goleiro são-paulino foi surpreendido aos 34 minutos do primeiro por Ruíz, após indecisão com sua zaga

A uma semana do jogo de volta, o ídolo convocou a torcida para apoiar o time em busca da classificação para a decisão, na qual enfrentaria Boca Juniors ou River Plate. “Quando se perde, (o resultado) não serve. Quando não se faz gol fora, é mais difícil. Mas temos nossa torcida, que creio vai comparecer e empurrar a gente. A gente confia em 50 mil, 60 mil vozes para tocar esse time para a final do campeonato”.

Para se classificar, o São Paulo terá que vencer por dois gols de diferença – ou por 1 a 0, tendo que decidir a vaga nos pênaltis. “Esperamos ganhar no tempo normal. Esperamos fazer um grande jogo para seguir, seja como for, com pênaltis ou sem pênaltis”, antecipou-se, sem hesitar, obcecado por um título nesta reta final de temporada e provavelmente de carreira.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*