Ceni considera expulsão de Lúcio “fatal” para o São Paulo

O São Paulo dominou o Atlético-MG durante os primeiros minutos da partida desta quinta-feira, mas deixou o resultado escapar quando ficou com um jogador a menos no Morumbi. O capitão Rogério Ceni admitiu que a expulsão de Lúcio foi determinante para a queda de rendimento do Tricolor e a consequente virada do Galo, pela Copa Libertadores.

“O jogo estava encaminhado de uma forma e ficou de outro jeito depois. Infelizmente, qualquer perda de jogador é fatal quando jogam duas equipes equilibradas. É uma pena, mas vamos nos reunir, nos juntar e ver o que faremos em Minas”, afirmou o goleiro, à Fox Sports.

Lúcio levou seu segundo cartão amarelo na partida ao cometer falta sobre Bernard, aos 35 minutos do primeiro tempo. Com o cartão vermelho, Ney Franco foi obrigado a diminuir o poder ofensivo, tirando Ademilson para a entrada de Rhodolfo.

Porém, depois da expulsão, o Atlético deixou de ser dominado e partiu para o ataque, empatando ainda no primeiro tempo, em cabeceio de Ronaldinho Gaúcho, aproveitando cobrança de escanteio.

Já na etapa final, o ex-são-paulino Diego Tardelli marcou o segundo, garantindo boa vantagem ao Atlético. Os dois clubes voltam a se enfrentar na quarta-feira, no estádio Independência.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*