Ceni busca tri da Libertadores para superar Pelé e quer treinar nas férias

Com contrato renovado por mais um ano,Rogério Ceni vai completar em 2013 a marca de 23 anos com a camisa do São Paulo. Nesse período, acumulou recordes, títulos e tornou-se um dos maiores jogadores da história do clube. Com 1.045 jogos completados na derrota por 2 a 1 para o Grêmio, no último domingo, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, Ceni caminha para, no futuro, se tornar o atleta com o maior número de partidas por uma mesma equipe no país, feito que hoje pertence ao Rei Pelé, que vestiu a camisa do Peixe em 1.116 confrontos.

Ser recordista de estatísticas não faz a cabeça do capitão são-paulino. Poder superar qualquer marca do maior jogador de futebol de todos os tempos é algo a ser comemorado, mas ele prefere sonhar com coisas mais concretas. E tem na ponta da língua o que seria perfeito para fechar sua história com chave de ouro.

– Ah, rapaz, sinceramente não me apego a esses dados. Prefiro pensar, por exemplo, que, se tudo der certo, terei a chance de brigar por mais uma Libertadores. Gostaria de ganhar, seria minha segunda como titular e a terceira como jogador. Isso superaria o Pelé e seria algo bem mais útil para o torcedor – afirmou Ceni, campeão em 1993 como reserva e em 2005 como capitão.

Para que Ceni possa ter a chance de brigar pelo último grande objetivo da carreira, o São Paulo precisa garantir a vaga na primeira fase da competição sul-americana. Isso poderá ser alcançado de duas maneiras. A primeira seria via Brasileirão, torneio no qual o Tricolor ocupa a quarta colocação, com cinco pontos de vantagem sobre o Botafogo, seu principal rival, restando três rodadas para o término do torneio. A segunda viria pela Copa Sul-Americana. A equipe é uma das semifinalistas da competição e ainda aguarda a definição do seu adversário.

Para poder estar inteiro na próxima temporada, o goleiro já conversa com seu preparador, Haroldo Lamounier, para planejar os trabalhos que serão feitos durante as férias.

– Eu não tenho condições e nem idade para ficar parado por 30 dias e retornar aos treinos na sequência. Por isso, vamos pensar em como aproveitar o tempo para que possa voltar na melhor condição possível – finalizou.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*