Carleto comemora volta por cima do Maestro

Carleto reencontrou, neste ano, no São Paulo um amigo dos tempos da base do Santos. O lateral-esquerdo e Paulo Henrique Ganso cresceram juntos na equipe da Baixada e têm uma relação de amizade.

Mas quando voltou ao Tricolor, após o empréstimo ao Fluminense, Carleto percebeu que o Maestro não estava 100% à vontade:

– Fase ruim nas nossas vidas, todos nós passamos, ainda mais no futebol que é um esporte de alto nível. Quando cheguei aqui, voltando do Fluminense, vi um Ganso triste. Não era o Ganso que conheci há 10 anos. Todo mundo sabia que ele ia dar a volta por cima, mesmo com o Jadson jogando muito, sendo o destaque, todos sabem da capacidade dele. Eu ainda mais por ser amigo dele há muito tempo. Ele é um espelho, não só pra mim, mas para todos. Soube absorver tudo e está aí. Além de grande amigo, é um cara sensacional. Muita gente não entende os problemas que a pessoa tem, ele soube absorver tudo. Eu, particularmente, estou muito feliz por isso.

O camisa 8 começou o ano como titular do São Paulo, mas não conseguiu render um bom futebol. Logo, voltou para o banco de reservas e recebeu muitas críticas.

Sem o time embalar, Ney Franco mudou o esquema e encaixou novamente Ganso e Jadson juntos. Com ambos próximos, Ganso evoluiu e passou a jogar melhor. Contra o Atlético-MG, mesmo sem o camisa 10, o Maestro fez seu melhor jogo e foi muito elogiado por Rogério Ceni.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*