Capitão no título de 93, Ronaldão relembra duelo contra o Flamengo

São Paulo e Flamengo farão no próximo domingo, no Morumbi, o 115⁰ confronto deste grande clássico do país. E um, em especial, jamais sairá da memória do torcedor são-paulino, muito menos do ex-zagueiro Ronaldão, um dos principais nomes da história do clube paulista no setor.

Em 1993, o encontro do atual campeão da Libertadores com o campeão brasileiro. A final da Recopa levou 65.355 pagantes na grande final disputada no Morumbi. O final todos já sabem: vitória são-paulina nos pênaltis. Taça que foi erguida pelo então capitão Ronaldão.

“Foi um ano muito bom para nós, pois também ganhamos a Libertadores e o Mundial daquele ano. Foi uma partida dura na final. Estávamos ganhando até a metade do segundo tempo, mas o jogo foi para os pênaltis. Foi uma emoção muito grande levantar a taça”, lembra o paredão.

Com a camisa do São Paulo, Ronaldão ganhou de tudo. Em seu currículo, uma lista extensa de títulos. Referência quando o assunto é zagueiros, o ex-jogador fala da atual fase da equipe são-paulina e acredita que uma vitória no próximo domingo poderá dar uma nova vida ao Tricolor no Brasileiro.

Ronaldão conversou com o Site Oficial, lembrou da história no clube, contou como aquele histórico time no início da década de 90 ganhou tantos títulos e, com propriedade, deu dicas ao atual sistema defensivo são-paulino.

Ronaldão, qual a recordação que você tem da final da Recopa de 93?
Foi uma honra ser campeão diante da torcida, que lotou o Morumbi. Foi um ano muito bom para nós, ganhamos a Libertadores e o Mundial também. Foi um jogo duro, que conseguimos vencer nos pênaltis. Erguer a taça foi um motivo de orgulho para mim.

O confronto de domingo te faz lembrar daquela época?
Me dá uma saudade, que é natural. Foi uma época muito vitoriosa para nós. Atualmente o time não passa por bom momento, perdeu o último jogo, mas uma vitória em um clássico como esse dá mais moral, pode dar uma confiança maior a eles.

Qual era o segredo daquela equipe?
Tinham vários bons times, mas além da nossa qualidade, tínhamos um comprometimento e união também fora de campo. Tanto que somos amigos até os dias de hoje. Foi um time muito bem naquilo que se propôs a fazer. Às vezes é difícil montar uma equipe, mas conseguimos aproveitar tudo isso que falei.

Você, como grande zagueiro que foi, o quê diria sobre o sistema defensivo do Tricolor?
É um sistema que precisa de um trabalho coeso e coletivo, um ajudando o outro. Ainda não conseguiu ter um entrosamento para conseguir o resultado positivo, mas eles têm qualidade, então tem solução. Acredito que vão conseguir ter sucesso.

Por falar em defesa, Rogério Ceni está próximo da volta. O quanto é importante o retorno do Mito?
É um retorno importante. O Rogério é um jogador experiente, equilibrado e sabe trabalhar sob pressão. É uma referência no elenco e já ganhou muita coisa pelo São Paulo. Ele vai ajudar o grupo a readquirir o bom momento na temporada.

Fonte: Site Oficial

2 comentários em “Capitão no título de 93, Ronaldão relembra duelo contra o Flamengo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*