Cantinho da Política

Está cada vez mais claro a razão de opositores e situacionistas participarem do Aeroleco da Alegria para Córdoba. Antonio Donizete  Gonçalves, o Dedé, ex-vice-presidente Social e de Esportes Amadores de Carlos Miguel Aidar, que era oposição a Leco, acaba de assumir uma parte do DEA – Departamento de Esportes Amadores – denominado DES (não sei o que significa, mas acho que é Departamento de Esportes Sociais). Dedé é o dono do partido que abriga Douglas Schwartzmann, agraciado com a viagem.

Então pergunto: qual a diferença da política que era feita por Juvenal Juvêncio e que está sendo feita por Leco? Sem contar que estão pintando algumas traições pelo meio do caminho.

Lá atrás era tido como certo que Júlio Casares seria o candidato de Leco à sua sucessão. Tanto que ele foi um dos coordenadores e articuladores da campanha de Leco, não publicamente, mas nos bastidores. Agora recebo a informação que o candidato de Leco será José Carlos Ferreira Alves. Também que Antonio Claudio Mariz de Oliveira está pleiteando essa candidatura. Mas é bom que se note que Ferreira Alves esteve em Córdoba, no Aeroleco da Alegria.

Em meio a essa “traição”, a oposição já começa a flertar com Júlio Casares e não será surpresa se ele mudar de lado e caminhar com o grupo oposicionista na próxima eleição. Claro, desde que ele seja candidato.

 

Paulo Pontes

17 comentários em “Cantinho da Política

  1. Paulo,

    Mas o José Carlos Ferreira não é desembargador? Sei que ele foi presidente do CD, mas pelo que me lembro, a lei da magistratura não permite que um desembargador acumule um cargo executivo em outra entidade, não? Um abraço e parabéns pelo site.

  2. Esse é o Brasil, se o próprio Presidente da República vivia no baixo clero da Câmara Federal, onde o toma lá dá cá é mais explícito, imagine-se se isso não se replicaria na política dos clubes.
    Em tempo, ninguém é bonzinho principalmente estando em embates políticos, basta ler um pouquinho de Platão “A República” e Nicolau Maquiavel “O Princípe” pra saber que a ética é simplesmente uma ferramenta que é usada quando interessa, o resto é conversa fiada.

    • Fez um trabalho brilhante quando comandou o Marketing do São Paulo. Foi ele quem criou o Sócio-Torcedor, que todos os times copiaram. Foram dele as melhores ideias no Marketing do Tricolor. Mas daí a ser um bom presidente, tem um longo caminho. Hoje não consigo te dar essa resposta.Em tempo: não esqueça que tudo isso foi na era Juvenal e que ele foi vice-presidente de Comunicação e Marketing do Carlos Miguel Aidar. Sei que isso, por si só, não o desabonaria. Mas precisa ficar registrado. Em tempo 2: uma correção se faz necessária. Quem criou o Sócio Torcedor foi Edson Lapolla, não Júlio Casares. Foi na gestão de José Augusto Bastos Neo, em 1999. Feita a correção. Mas mantenho o entendimento que Casares foi um grande diretor de Marketing

  3. Lixos e mais lixos!!!

    Vendo essa política suja do clube implementada pelo TRASTE do Juvenal cachaceiro e com continuidade do Lecú, soh posso dizer que estamos no caminho certo pra virar um timeco igual Vasco, Botafogo da vida, que foram devastados por seus dirigentes.
    Esses ratos de esgoto dão nojo, cada dia mais me dá desfosto de ver o SPFC, uma década perdida por vexames, mutretagem, mediocridade e canalhice.
    Está difícil torcer pelo SPFC soh o amor à esse clube que nos mantém com esperanças.

  4. Será que o Ives Gandra Martins não poderia levantar uma Bandeira e um Candidato que honrasse a velha guarda dos verdadeiros Cardeais que o SPFC já possuiu?
    Será que estaremos relegados a Leco, Natel, Douglas swartamann, Dedé, Nilton do chapéu e afins?
    Está tão podre assim?

    • Sim, será mais do mesmo. O SPFC tem uns poucos donos. Pena que sejam todos muito ruins. Acho que precisaríamos cair pra série B….. Tipo, cortar o mal pela raiz. Não vejo outra saída, infelizmente.

  5. O Dedé, que, diga-se de passagem, nem são-paulino é, vai assumir o posto para poder controlar e, principalmente, ter o voto do grande número de sócios que praticam as modalidades ligadas a este departamento.
    Dessa maneira, como de praxe, seu partido elegerá um número bastante significativo de conselheiros.E, desta maneira, estarão praticamente selando a vitória nas eleições presidenciais do clube.
    Dedé é extremamente ambicioso e não irá sossegar enquanto não se tornar presidente da diretoria.
    É triste e muito preocupante a realidade tricolor.
    Algo precisa ser feito com urgência, pois, de outra maneira, entendo que nosso presente que já é claudicante, tende a ficar irreversivelmente tenebroso.

    • Ou seja, voltamos no tempo da eleição do Aidar. Lembro-me como se fosse hoje. A história se repete. Daqui a pouco teremos uma nova enxurrada de chaveirinhos, festas e churrascos no clube…. Como sempre foi…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.