Candidato a titular, Cícero entra a 3min do final e recebe amarelo

Antes favorito a titular na vaga do suspenso Maicon, Cícero iniciou no banco de reservas o clássico deste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. O meia só entrou em campo no início dos três minutos de acréscimo da etapa final, tempo para ser advertido com cartão amarelo.

“Eu entrei? Parece que nem entrei. Entrei faltando uns dois minutos”, disse o jogador, perguntado sobre a substituição do técnico Ney Franco, que o colocou no lugar de Osvaldo. “Ele me pediu para fechar o lado esquerdo. Mas nem deu tempo. Só deu tempo de tomar cartão”.

A alteração foi realizada simplesmente para ganhar tempo, com a intenção de segurar o empate sem gols com um jogador a menos – o volante Denilson havia sido expulso minutos antes.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Ney Franco surpreendeu e mudou o esquema tático da equipe são-paulina, colocando um zagueiro a mais

Antes da partida, Cícero era o principal cotado para ficar com a vaga de Maicon, que cumpria suspensão. Ney Franco, no entanto, já havia avisado que tinha outras duas opções, ou Casemiro ou Ademilson, e acabou optando pelo volante.

 

A surpresa mesmo ficou por conta da mudança de esquema tático. O treinador sacou o volante Paulo Assunção para armar a equipe no 3-5-2, com a entrada de Paulo Miranda ao lado de Rafael Toloi e Rhodolfo. O zagueiro tinha liberdade para subir ao ataque, mas na maior parte do tempo cobria o lateral direito Douglas.

O empate por 0 a 0 não foi um bom resultado para o São Paulo, que chegou a 36 pontos e se manteve longe do grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, faixa que dá vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*