Calleri: “Os campeões também perdem”

O Tricolor estreou com derrota na fase de grupos da Libertadores da América de 2016, mas nem mesmo o revés como mandante fez o atacante Calleri desanimar. Ao contrário. Com disposição para reagir e deixar o revés para o The Strongest-BOL (1 x 0) para trás, o centroavante enalteceu a camisa do São Paulo e já projetou a reação da equipe após o tropeço na noite desta quarta-feira (17), no Pacaembu, pela rodada de abertura do Grupo 1.

“Os campeões também perdem. E isso acontece com os melhores clubes do mundo. Jogamos mal, é verdade, mas agora vamos trabalhar para reagir imediatamente. Ainda temos mais cinco partidas no grupo para buscar a classificação, e por isso vamos levantar a cabeça e brigar por uma vitória no próximo jogo. Foi uma derrota dura em casa, diante da nossa torcida, mas acredito que vamos melhorar já no próximo compromisso”, afirmou.

No próximo final de semana, com a missão de deixar o revés para trás e reagir na temporada, o time são-paulino receberá o Rio Claro pelo Campeonato Paulista, novamente no Estádio Paulo Machado de Carvalho. Já pela competição internacional, o próximo compromisso do clube será no dia 10 de março, em Buenos Aires, diante do atual campeão do torneio: o River Plate.

“Nossa meta, agora, é buscar uma vitória no domingo. Vamos nos preparar nos próximos dias para buscar isso. Perdemos três pontos importantes, mas vamos reagir e tentar evoluir antes de visitar o River Plate. Aos poucos, tenho conhecido mais os meus novos companheiros, mas já percebi que a nossa equipe tem condições de render mais. Com a cabeça erguida, vamos brigar por uma vitória no estádio Monumental (casa do River) e seguir na briga pela classificação”, avaliou o camisa 12, que emendou.

“Também não podemos esquecer que tinha uma outra equipe do outro lado, no Pacaembu. Nós somos protagonistas, mas jogamos mal. A outra equipe lutou para ganhar e levou a melhor, mas creio que temos material para rever ter isso e buscar estes três pontos perdidos nos jogos fora de casa. Claro que será difícil jogar com o River, que é o atual campeão, mas é possível ganhar lá, sim. Temos bons jogadores e vamos acreditar sempre”, finalizou o atacante argentino, que entrou no decorrer da partida com os bolivianos.

 

Fonte: Site Oficial

3 comentários em “Calleri: “Os campeões também perdem”

  1. Boa tarde pessoal, vamos criar um Grupo dos SPFC no Watsap….fica bom para debatemos nos dias de jogos e passar informações do nosso tricolor, que quiser deixa seu numero aqui.

  2. Olha aí: o cara é diferenciado até na forma de pensar e colocar seu pensamento.
    Concordo com ele. Também acho que não é impossível passar de fase; só que, pra isso, os demais jogadores deveriam se espelhar nele, Calleri, e ter vontade de vencer os jogos com o time. Que seu comportamento contagie os demais e que ele não se deixe contaminar pelos outros fracassados porque, em última análise, é isso que temos no elenco do SP: um bando de fracassados que amarelam em jogos mais difíceis – e isso vem vindo a tempo. Desde a compra do Ganso que obrigou o Ney Franco mudar a forma de jogar do Jadson, que tinha ajudado o time a ser campeão da Sul-Americana, para a entrada dele, o time parece refletir aquele que deveria ser seu principal personagem: nos jogos contra times fracos o Ganso brilha e o time joga; nos jogos importantes ele some e o time pára já que ele não o põe para jogar. O site do PP poderia fazer um levantamento dos jogos importantes do SP (clássicos e mata-matas) para dirimir dúvidas: pra ver se é um fato ou má impressão minha (e de muitos, que como eu cobra maior efetividade do Ganso ou sua substituição).

  3. É Calleri os campeoes tb perdem, mas nao desse jeito, tem que fazer a lição de casa, e o pior o time pouco trabalho deu ao goleiro adversario, e as chances mais claras e gol feito nao foi feito, e o futebol pune, quem nao faz toma, quem nao faz a licao de casa é punido, se nos proximos jogos fora conseguirmos uma vitoria ou 2 empates estamos dentro mas tem que fazer a licao de casa custe o custar, e falta competencia e sorte, os 2 caminham junto.
    é temoroso pq o time nao esta eficiente nos 3 setores e a zaga continua fraca, e nao vejo como posso melhorar.
    Infelizmente estamos caminhando para mudança de treinador, nao que o Bauza seja culpado, que para mim ele tem parcela de culpa mas o maior o culpado sao alguns jogadores que se dizem lideres e craques nao estao jogando nem 50% do que sabem e podem jogar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*