Calleri monta excursão e traz “mais de um time” da Argentina pra ver a semi

Das 60 mil pessoas que estarão no Morumbi para assistir ao primeiro jogo do São Paulo nas semifinais da Libertadores, 13 têm uma importância maior para o artilheiro do time na competição, Jonathan Calleri. São parentes e amigos que o atleta trará da Argentina para torcer por ele na partida  contra o Atlético Nacional, da Colômbia.

Calleri costuma “importar”  torcedores para prestigiá-lo em jogos importantes. Na partida contra o Trujillanos, ainda na primeira fase, quando marcou 4 na vitória por 6 a 0, ele tinha quatro amigos no estádio. Mas é a primeira vez que ele trará um número tão grande de pessoas do seu país natal. Além do pai, da mãe e das irmãs, a caravana estrangeira inclui ainda o primo Gonzalo Fabbri, pai do afilhado do atleta, e um amigo de infância, Juan Cruz. É mais que um time de futebol.

Eles chegarão durante toda esta terça-feira, véspera da semifinal, e devem voltar na quinta. A namorada, a modela Micaela Fusca, também estará no grupo, que acompanhará o jogo do estádio. Ela está vivendo com o jogador em São Paulo e já virou figurinha carimbada no Morumbi.

Com 8 gols, Calleri divide a artilharia da Libertadores com os argentinos Ismael Sosa e Marco Rúben, ambos já eliminados. Se ele marcar um gol, ele já se isola como o maior goleador nesta edição do campeonato continental. Será a primeira vez que o jogador disputará essa fase da competição.

Com menos de um mês para o fim do contrato, Calleri pode disputar a final da Libertadores caso o São Paulo avance. O vínculo, que originalmente ia até o dia 30 de junho, foi estendido com a classificação do time para as semifinais da Libertadores. Ainda não está definido o futuro do atleta após o fim do contrato.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.