Calado após cobrança, Luis Fabiano recebe apoio de elenco tricolor

A cobrança pública do técnico Muricy Ramalho a Luis Fabiano parece ter deixado o atacante incomodado. Depois de o treinador ter afirmado que o jogador precisa “querer mais”, usando Paulo Henrique Ganso como exemplo, o camisa 9 optou por se calar no embarque da delegação são-paulina para Medellín, na tarde desta segunda-feira, no aeroporto de Guarulhos.

Poupado na rodada passada do Brasileirão, o atacante não quis falar antes de voltar ao time na partida decisiva contra o Atlético Nacional, pela Copa Sul-americana. Assim, coube ao elenco tentar minimizar a pressão a mais que o atleta recebeu. O capitão Rogério Ceni afirmou que não vê uma cobrança maior do treinador ao centroavante.

“Todos nós precisamos dar algo a mais. Eu mesmo preciso, assim como os meninos, como Rodrigo Caio e o Lucas, ou seja, todos que estão subindo da base para o profissional. É a mesma coisa com Antônio Carlos, que chegou agora, e com Luis, que é um dos mais experientes do grupo. O que ele está cobrando do Luis não tem nada a mais do que cobra de mim e de meus companheiros”, afirmou.

A expectativa em relação a Luis Fabiano cresce ainda mais por conta da boa fase de Aloisio, que chegou aos 21 gols na temporada, igualando os números do camisa 9. Mesmo assim, Ceni ainda defende o histórico do jogador mais experiente.

“Não acho a fase dele complicada, é um grande jogador, diferenciado e que sabe fazer gol como ninguém, prova disso é ser o maior artilheiro desse elenco. O que há é a necessidade de ele fazer gol e ganhar confiança, porque capacidade ele tem de sobra”, acrescentou.

O meia Jadson também defendeu a qualidade do colega, apesar de não contestar a bronca do técnico. “É um jogador que tem nos ajudado e fazendo gols. Vai muito de cada um. Tem de ver em que pode render mais. Se o Muricy falou, alguma coisa pode ter visto, mas todo mundo acredita no Luis, no Aloisio e no Ademilson. Estamos bem servidos no ataque”.

Maior concorrente hoje do centroavante, Aloisio evita um clima ruim e prefere elogiar o colega de clube. “Vou ajudar o Luis e os companheiros do mesmo jeito, assim como faço desde que cheguei. Gosto muito dele, é um grande jogador e sou fã dele para caramba”, comentou, sendo assediado por torcedores antes de embarcar. Neste momento, Luis Fabiano já estava na área restrita do aeroporto.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Calado após cobrança, Luis Fabiano recebe apoio de elenco tricolor

  1. Esse pipokkkkero nao desce do pedestal nunca.
    Ele se acha o kara, mas eu acho que ele e o kara que nao resolve,
    pipokkkka, que prove o contrario.
    Mas coloca-lo no lugar de Ademilson e matar o contraataque,
    e no de Aloizio e matar, o matador, que tera que fazer as funcoes do Ademilson,
    entao como nao resolve nada mesmo, que fique no banko.
    Sem lembrar, que foi na Colombia, precisamente em Manizales,
    que pipokou feio contra Once Caldas.
    Murici, ja vamos sem Ganso, por causa dessa diretoria maldita,
    agora dar uma chance pro pipokkka num jogo desses,
    espere o paulistinha, ai sim, ele se esbalda.

  2. Muricy está coberto de razão, o pipoca tem mais é que ficar quieto, aceitar a “bronca” e seguir o exemplo de Ganso. Acostumado a ser estrela deve estar sendo difícil prá ele aceitar que sua carreira está em declínio, quanto mais ele demorar a aceitar o fato e descer do pedestal, pior será, tanto prá ele como para o clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*