Bronca de Bauza surte efeito e São Paulo prega pés no chão após goleada

A bronca que o técnico Edgardo Bauza deu nos jogadores que comemoravam a classificação às quartas de final após a goleada por 4 a 0 sobre o Toluca, no Morumbi, surtiu efeito. O treinador chamou a atenção dos tricolores nos vestiários ao recordar que ainda restava o jogo de volta com os mexicanos para assegurar a participação na próxima fase da Copa Libertadores. Os atletas entenderam o posicionamento do comandante e pregaram pés no chão até a equipe oficializar a sequência na competição.

“O resultado foi bom dentro do que o time se propôs a fazer. É uma partida de 180 minutos. Restam 90. Teremos de enfrentar o restante na altitude de Toluca. O técnico deles fará tudo que for possível para reverter o placar. Por isso nos reunimos dentro do vestiário e disse a todos que ainda não ganhamos nada”, disse o Patón.

Tal posicionamento foi compartilhado pelo zagueiro Maicon. O jogador concedeu entrevista ao canal SporTV e defendeu o teor do discurso empregado por Bauza. “Cada jogo é diferente. Nós demos um primeiro passo, mas precisamos manter os pés no chão. Restam 90 minutos até o final. Teremos que manter o que fizemos no primeiro jogo para o time não ser surpreendido no México”, afirmou.

Para se classificar de forma direta, o Toluca terá de golear o São Paulo por cinco gols de diferença. Bauza crê que a missão do adversário é difícil, mas não é impossível. “É complicado. Mas se pedisse antes do jogo para que todos os jornalistas colocassem num papelzinho o resultado do jogo, aposto que ninguém escreveria uma vitória por 4 a 0 para nós. O futebol tem dessas coisas. Por isso disse para que os atletas não festejassem nada”, declarou o treinador.

Maicon voltou a enxergar coerência nas declarações do Patón. Para o defensor, o São Paulo tem que manter a intensidade das últimas rodadas da Libertadores para não tropeçar em Toluca. “Não podemos garantir vitórias por 4 a 0. Mas esse time pode garantir vontade e determinação desde o começo do jogo. Podemos garantir isso. Temos muita qualidade e experiência. Se nós tivermos vontade, temos totais condições de levar a equipe ao título”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*