Boca quer ficar com Centurión, que vira “Neymar argentino” em música

Boca Juniors quer que Centurión permaneça na Argentina. O atacante está emprestado pelo São Paulo ao clube do país vizinho até a metade deste ano. O principal entrave para concretizar a negociação é o valor do jogador argentino, que gira em torno de 9 milhões de euros (R$ 27 milhões). Quem confirma o interesse é Daniel Angelici, presidente do Boca.

– Vamos começar a negociar com o São Paulo pelo Centurión. Tentaremos definir até o final de maio. Gostamos do jogador, mas consideramos excessivo o preço total. Vamos procurar outras vias, como um empréstimo, comprar uma parte do jogador ou ceder algum atleta do Boca que possa interessar ao São Paulo. Também há outros itens, como idade e uma possível revenda – afirmou Angelici, em entrevista coletiva nesta semana, sobre o atacante de 24 anos.

Pelo lado são-paulino, a ideia de vender Centurión ao Boca Juniors é muito bem-vinda. Para o Tricolor, essa transferência só traria benefícios. Primeiro, o clube devolveria o dinheiro que pegou emprestado do diretor de marketing Vinícius Pinotti, que cedeu R$ 14 milhões para contratar o atacante junto ao Racing em 2015. Além disso, o comportamento extracampo de Centurión preocupa a cúpula são-paulina.

Centurión (à dir.) é o principal jogador do Boca Juniors neste ano  (Foto: Divulgação/Boca Juniors)

Centurión (à dir.) é o principal jogador do Boca Juniors neste ano (Foto: Divulgação/Boca Juniors)

As boas atuações de Centurión pelo Boca Juniors renderam até uma música em sua homenagem. Na canção “El Neymar Argentino”, do grupo Por el Pancho y la Coca, que está fazendo sucesso entre os hermanos, o ex-são paulino é comparado ao craque da seleção brasileira e do Barcelona.

– O Centurión tem uma forma muito peculiar de jogar. Tem o estilo do Neymar e do futebol brasileiro. Ele dá dribles, pedaladas… Está jogando muito bem aqui, por isso decidi fazer essa música. É um dos melhores jogadores hoje na Argentina. Cresci no mesmo bairro dele, já nos cruzamos algumas vezes, mas não temos amizade. Conheço mais a mãe e a irmã dele – diz Christian Conte, o cantor do grupo que toca cumbia, ritmo popular na Argentina.

Centurión tem se destacado com a camisa 10 do Boca. Desde que chegou ao clube, na metade do ano passado, o atacante marcou seis gols em 17 jogos, sendo um deles contra o River Plate. Na última semana, porém, Centu sofreu uma lesão no joelho esquerdo que o deixará de 45 a 60 dias fora de combate.

– Todos queremos que o Boca faça força para comprá-lo. Preferimos uma compra dele à volta do Tévez (ídolo do clube que foi jogar no Shanghai Shenhua, da China). Ele já demonstrava habilidade no Racing, mas voltou melhor ao futebol argentino depois que jogou no Brasil – diz o autor da música.

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Boca quer ficar com Centurión, que vira “Neymar argentino” em música

  1. O problema é que o Boca Jrs. compra mas não paga ninguém. O Paulo Pontes tem que usar a força do site para cobrar da diretoria precauções em caso de venda ao clube portenho (garantias bancárias, p. ex.)

  2. Esta tocando a música em tudo quanto é programa na Argentina, achei no youtube vários, desde o dia 19/04 kkkkk.

    Se deu bem no time do BOCA, boa sorte pra ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*