Atrás de um substituto para Kaká, São Paulo vê poucas opções no Brasil

Gerente executivo do São Paulo, Gustavo Vieira de Oliveira admitiu que o clube busca no mercado um jogador que faça as mesmas funções de Kaká para a disputa da Libertadores. Após minimizar o interesse em Conca, do Fluminense, no “Arena SporTV” desta semana, o dirigente confirmou a intenção de encontrar um meia que seja ao menos parecido com o experiente jogador que partiu para o Orlando City, dono de seus direitos econômicos.

– Estamos atrás, mas naturalmente que não é fácil. É uma grande responsabilidade substituir Kaká, que é um baita jogador, melhor do mundo, que também tem um perfil especial, é uma pessoa iluminada. Encontrar alguém que chegue, jogue e contagie o grupo, só Kaká. Buscamos de fato um atleta que venha ocupar, dentro do elenco, as características táticas e técnicas que ele nos entregou durante um período – explicou ele.

O mercado brasileiro, porém, não parece oferecer opções viáveis financeiramente para o Tricolor. Em entrevista coletiva na quarta-feira, o presidente Carlos Miguel Aidar frisou que o clube vive problemas econômicos e que não tem condições de pagar salários astronômicos.

– (O mercado brasileiro tem) Poucas opções do ponto de vista prático. Se olhar no universo de atletas podemos encontrar alguns que te ofereçam as caracteristicas, mas são realmente factíveis? Realmente contratáveis? É possível o seu recrutamento? Aí você restringe suas possibilidades. Tem de olhar um pouco no Brasil e um pouco fora. E até no elenco, pois temos atletas que podem ocupar provisoriamente o espaço deixado pelo Kaká. Mas, como estratégia, temos buscado alguém para, senão imediantamente, que venha agregar como Kaká contribuiu.

No meio do ano, o São Paulo contratou o meia Michel Bastos no dia do fechamento da janela de transferências. O jogador, que disputou a Copa do Mundo de 2010 e que estava no Roma, da Itália, foi uma grata surpresa para os torcedores, já que rendeu muito mais do que o esperado. Nomes como o dele, que deve assumir a vaga de titular, podem voltar a aparecer:

– Procurávamos o Michel Bastos desde janeiro e consumamos no meio do ano. Naturalmente pode aparecer algum nome de última hora. Um que esteja livre ou que deseje sair do seu clube, uma oportunidade que se ofereça. Temos alguns nomes, estamos tentando conduzi-los para os nossos patamares financeiros, o que nesse momento é um pouco desafiador, mas também olhamos outros que possam aflorar – finalizou.

Até o momento, o São Paulo contratou dois atletas ex-Fluminense: o lateral-esquerdo Carlinhos e o lateral-direito Bruno. Além deles, o zagueiro Breno voltará ao clube após ser liberado da prisão na Alemanha. Ele já está no Brasil, mas vai demorar meses para reestrear.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Atrás de um substituto para Kaká, São Paulo vê poucas opções no Brasil

  1. O substituto do Kaká eh de fato o michel Bastos ! Mais pra mim o saopaulo tem contratar mais um meia que possa jogar com o ganso !
    E, eu acho que o spfc deveria se ter mais esforço pra ficar com o Álvaro Pereira !

  2. E’ a repetica’o da novela Lucas/Vargas/nilmar etc
    Temos o que temos e esta’o chegando,
    ainda temos nosso medalha’o que ganha pra karamba,
    responsabilidade pra ele, que nunca e’ cobrado.

  3. Essa história de “substituto para o Kaká” me faz lembrar do caso Neymar, na copa do mundo, quando jogadores e imprensa ficaram chorando sua ausência, com direito a camisa erguida na hora do hino e …”vamos jogar pelo Neymar”, ao invés de apoiar o profissional que o iria substituir. O resultado da “comoção” nos vimos: 7 x 1.
    Temo que essa insistência de “substituir o Kaká” por um genérico, venha a desandar como no caso acima. O time precisa de 11 jogadores. o Kaká é uma grande pessoa, mas ajudou mais fora do que dentro de campo. Esqueçam o Kaká; parem de falar que precisam de “outro Kaká”; parem de chorar como viúva e, se acharem preciso, contratem um bom meia que jogue futebol (quem sabe, inclusive, melhor que o Kaká o fez), sem colocar em suas costas o peso da comparação! Não é um jogador que ganha campeonato: é um time!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.