Apostas de Bauza vão bem e dão moral para o treinador no São Paulo

Foram tantas escolhas equivocadas nas últimas partidas que o técnico Edgardo Bauza acabou perdendo boa parte do prestígio que tinha junto aos torcedores do São Paulo. Nessa terça-feira, contudo, o treinador argentino mostrou que tem capacidade para recuperar a confiança que os tricolores depositavam em seu trabalho. O Patón apostou nas escalações do volante João Schmidt e do atacante Kelvin e pôde comemorar a atuação decisiva da dupla na vitória por 6 a 0 sobre o Trujillanos, no estádio do Morumbi.

Kelvin entrou no lugar de Daniel, que acabou cortado até do banco de reservas por Bauza. O jogador fez o que o treinador esperava e imprimiu velocidade na ponta direita do ataque são-paulino. A intensa movimentação do atleta resultou no segundo gol do Tricolor, marcado após cruzamento do lateral Mena. O atacante finalizou duas vezes até superar o goleiro adversário.

Já o volante João Schmidt assumiu o lugar de Thiago Mendes após ganhar o apoio de Bauza. Thiago Mendes foi um dos principais nomes do São Paulo em 2015, mas não repetiu nesse ano as atuações que impressionaram os torcedores. Na vitória por 2 a 1 sobre o Oeste, no último domingo, o volante foi substituído pelo armador Lucas Fernandes e discutiu com um auxiliar do Patón. O entrevero foi determinante para o jogador começar o jogo no banco de reservas.

Kelvin, jogador do São Paulo FC, comemora seu gol durante partida contra o Trujillanos, da Venezuela, válida pela quarta rodada do Grupo 1 da Copa Libertadores da América 2016.
Kelvin imprimiu velocidade na ponta direita do ataque e abriu espaço na marcação adversária (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Com Schmidt em campo, o volante Hudson ganhou mais liberdade para subir ao ataque e para arriscar finalizações ao gol dos venezuelanos. Em uma delas, no primeiro tempo, o jogador quase anotou um golaço de voleio. Mas foi a aposta de Bauza que deixou sua marca no duelo. Aos 24 minutos do primeiro tempo, João Schmidt participou de boa trama no ataque e recebeu de Ganso para anotar o terceiro do Tricolor.

“Venho trabalhando. Se eu ganhei espaço, não sou eu que tenho que falar. Da minha parte vou sempre trabalhar para ter minha chance”, disse João Schmidt, que ficou em campo durante os 90 minutos. Kelvin, substituído por Lucas Fernandes aos 23 minutos do segundo tempo, foi ovacionado pelo público ao deixar o gramado.

A boa atuação da dupla levanta o moral de Bauza, que cansou de ouvir críticas da torcida e de conselheiros por insistir na escalação do compatriota Centurión. Como já está classificado no Paulista, o treinador deverá escalar um time reserva na partida desse domingo, contra o São Bento, em Sorocaba. Poupar os principais jogadores permitirá ao Patón repetir a escalação dessa terça-feira no decisivo duelo contra o River Plate, agendado para o dia 13, no Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*