Após risco de rebaixamento, Muricy festeja: “Recuperamos o São Paulo”

Em um ano, Muricy Ramalho foi do sofrimento ao alívio no São Paulo. Contratado para evitar o rebaixamento da equipe no Brasileiro em 2013, o treinador alcançou sua primeira missão e, numa segunda etapa, comandou a reformulação no Tricolor, que, após tropeços no primeiro semestre, deu sinais de recuperação no segundo e termina 2014 com vaga garantida na Libertadores da próxima temporada.

Muricy esbanja sinceridade e diz que ter recuperado o São Paulo equivale a um título e deve ser bastante comemorado.

– É como ser campeão. A situação que estávamos em 2013 era muito ruim e tenho certeza de que ninguém aqui vai esquecer isso. Nunca tinha feito esse trabalho. Não havia força para recuperar, mas conseguimos dar o primeiro passo, que era evitar a queda para a segunda divisão. Isso seria o maior desastre da história desse clube. Conseguimos evitar e aí passamos para o segundo passo, que era arrumar o time – explicou o treinador.

Na segunda meta, Muricy teve de harmonizar o ambiente. O elenco tinha peças que ganhavam muito, jogavam pouco e reclamavam demais. E o treinador também disse que erros da diretoria antiga resultaram na contratação de atletas que não tinham condições de defender o clube.

– Muitos jogadores foram contratados sem nenhum critério. Economicamente, isso prejudica demais o clube. Têm muitos caras que não jogavam aqui e eram caros, ninguém queria pagar. Pagamos um preço caro por isso, que foi montar um novo time durante o Campeonato Brasileiro. Sofremos no primeiro turno e depois acertarmos a mão com a chegada das novas peças. Basta ver que todas terminaram como titulares – analisou o comandante são-paulino, referindo-se a jogadores como Alan Kardec, Michel Bastos, Alvaro Pereira, Souza e Kaká.

Com o vice-campeonato garantido, Muricy tem uma certeza: o São Paulo voltou ao lugar de onde nunca deveria ter saído.

– Recuperamos o São Paulo. A torcida voltou a acompanhar o time. Agora a gente já tem uma base para o ano que vem. Só encaixar umas peças e aí vamos brigar forte por títulos. No ano que vem, não podemos passar em branco, temos de ganhar – finalizou.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.