Após gol, Rogério diz não se abater com banco: “Quem entra deve ajudar”

Autor de mais um gol salvador para o São Paulo, Rogério disse não estar incomodado com a falta de oportunidades na equipe titular. Foi o jogador que decretou o empate por 1 a 1 com o Coritiba, nessa quarta-feira, no Couto Pereira, após acertar um chute no canto direito do goleiro Wilson.

O atleta disse que a escolha do técnico Edgardo Bauza por deixá-lo no banco não tem afetado sua dedicação nos treinos e o futebol apresentado durante as partidas. “É preciso estar pronto para ajudar a equipe. Quem entrar e estiver à disposição tem que entrar e ajudar da melhor forma possível”, afirmou.

Rogério explicou que  o gol anotado contra o Coxa é fruto dos trabalhos diários no CCT da Barra Funda. “Essa é minha característica. Corto e bato rápido para o gol, porque sei que o goleiro não espera. É o que venho fazendo nos treinamentos e, graças a Deus, hoje deu certo”, declarou.

Segundo o atacante, o empate ficou de bom tamanho por conta da entrega que os são-paulinos mostraram durante o jogo. “O time está de parabéns. Não só eu, que fiz o gol, mas toda a equipe brigou do começo ao fim. Acertamos duas bolas na trave e não conseguimos finalizar certo para o gol. Mas eu acertei o chute para conquistar o empate aqui”, opinou.

Rogério só entrou em campo aos 29 minutos do segundo tempo, ao substituir o lateral direito Auro. Considerado um talismã do São Paulo, o atacante é querido pelas atuações decisivas que teve com a camisa tricolor. Foi de Rogério o gol na vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, na última rodada do Brasileirão do ano passado, que garantiu a ida do time à pré-Libertadores.

Na fase inicial do torneio continental, em fevereiro, Rogério saiu do banco de reservas e marcou o gol na vitória por 1 a 0 sobre o Universidad César Vallejo. A vitória levou o time à fase de grupos da competição, mas não ampliou as oportunidades do atleta como titular. Ele se recuperou recentemente de uma lesão muscular e vem sendo utilizado aos poucos por Bauza, principalmente nas etapas complementares das partidas.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Após gol, Rogério diz não se abater com banco: “Quem entra deve ajudar”

  1. Não tem jogado bem; entretanto é muito melhor que o Centurion. Se o Bauza fosse coerente, daria ao Rogério a mesma chance que deu a seu patrício Centurion, que não tem um mínimo cacoete de jogador de futebol…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.