Após duas vitórias, Milton Cruz sai com a sensação de dever cumprido

A estrategia montada pela diretoria do São Paulo após a eliminação na Copa do Brasil não poderia ter dado melhor resultado. Após a demissão de Emerson Leão, os cartolas intensificaram contatos para contratar o substituto enquanto deram ao auxiliar técnico Milton Cruz a tarefa de mais uma vez começar a arrumar a casa. E o resultado foi ótimo. O time venceu o Cruzeiro, que na sétima rodada era o líder do Campeonato Brasileiro, e neste domingo, bateu o Coritiba no Morumbi, resultado que colocou a equipe no G-4 da competição.

Na sua despedida, Milton sai mais uma vez com a sensação do dever cumprido.

– É sempre bom quando você é chamado e o trabalho é elogiado, mostra que você sempre busca o melhor. É claro que eu saio com aquele gostinho de quero mais, mas a diretoria achou melhor trazer um técnico. Eles sabem que estou sempre à disposição – afirmou.

Em relação ao que vinha fazendo o antecessor Emerson Leão, Milton Cruz manteve a base que vinha atuando. Mexeu em três posições, mas mudou a maneira de trabalhar durante a semana e o jeito da equipe atuar em campo. E isso foi fundamental para a reação.

– Eu coloquei três zagueiros porque não tínhamos volantes de marcação e temos laterais cujo forte é o apoio. Quando você atua com dois beques, o time fica exposto demais. Pudemos fazer bons treinos. Preferi não fazer coletivos porque para mim, não acrescenta muito, são raros os momentos em que gosto disso – ressaltou.

Milton será um dos auxiliares de Ney Franco. O técnico mineiro, que será apresentado ao meio-dia desta segunda-feira, trará Eder Paixão como seu braço direito e Alexandre Lopes como um dos preparadores físicos.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*