Ansioso pelo clássico, Denilson se vê incomodado com tabu desfavorável

Após o jogo da terça-feira, que garantiu o Tricolor na fase de oitavas de final da Copa Sul-Americana, os jogadores voltaram as atenções para o clássico deste domingo, contra o Corinthians. O volante Denilson exaltou o arquirrival, ressaltando os títulos Brasileiro e o da Libertadores, e também explicou a sua ansiedade para que a bola comece a rolar o quanto antes.

– Eu venho falando para alguns jogadores que eu quero que chegue logo o domingo para jogar. É uma ansiedade boa. Eu quero muito jogar este clássico e ajudar o meu São Paulo – disse o volante.

Realmente empolgado com o clássico, o camisa 15 se mostrou incomodado com o fato de o Tricolor estar há seis jogos sem vencer o rival dentro do Pacaembu e até ‘quadriplicou’ o seu total de energia para ver a equipe vencendo novamente.

– Incomoda muito (ficar sem vencer o rival há muitos jogos fora de casa). O São Paulo é um clube de uma tradição enorme, no Brasil e no mundo. É acostumado a ganhar. Sempre há problemas quando não ganha. Estamos tranquilo. São mais três pontos, mas um clássico não deixa de ser um clássico. Estamos treinando bem, estamos confiantes. Vamos dar 100, 200, 300, 400%, porque precisamos vencer – enfatizou o atleta.

Fugindo de polêmicas sobre a arbitragem de domingo e mostrando o quão importante é permanecer na cola dos primeiros colocados, Denilson afirmou que ver o estádio do Pacaembu lotado de torcedores rivais motiva a todos e que a equipe precisa mais do que nunca dos três pontos.

– Motiva (estádio lotado de corintianos). Tanto no Morumbi quanto no Pacaembu motiva. O clássico motiva não só aos jogadores, como muitas pessoas. Até a minha familia me ligou, falando que está ansiosa. Minha cabeça está focada para esse jogo. É um jogo em que precisamos conquistar os três pontos, então, se Deus quiser, vamos sair com um bom resultado de lá – completou o jogador.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*